Açoriano Oriental
Covid-19
Movimento nos aeroportos nacionais com reduzida recuperação em maio

Os aeroportos nacionais registaram em maio o movimento de 82,1 mil passageiros, representando um decréscimo homólogo de 98,5% (-99,4% em abril) devido ao impacto da covid-19, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Movimento nos aeroportos nacionais com reduzida recuperação em maio

Autor: Lusa/AO Online

O movimento de carga e correio totalizou, por sua vez, as 8,1 mil toneladas, correspondendo a uma diminuição de 55,5% (-62,6% em abril).

No mês de maio de 2020, segundo o instituto, aterraram nos aeroportos nacionais 1,6 mil aeronaves em voos comerciais o que representa uma queda, em termos homólogos, de 92,3% (-94,3% em abril e -38,6% em março).

Registou-se o movimento de 82,1 mil passageiros (embarques, desembarques e trânsitos diretos), representando uma variação homóloga de -98,5% (-99,4% em abril e -53,5% em março).

O movimento de carga e correio nos aeroportos nacionais totalizou 8,1 mil toneladas, correspondendo a uma diminuição de 55,5% (-62,6% em abril e -16,6% em março).

“Analisando o número de aeronaves aterradas e o número de passageiros desembarcados diariamente entre janeiro e maio de 2020, e comparando com o período homólogo, é visível o impacto da pandemia covid-19 e das medidas adotadas ao nível do espaço aéreo a partir do início da segunda quinzena do mês de março, registando, ainda durante o mês de maio, reduções iguais ou superiores a 90% no número de aeronaves aterradas e superiores a 95% no número de passageiros desembarcados”, refere.

No acumulado dos cinco primeiros meses de 2020, aterraram nos aeroportos nacionais 43,1 mil aeronaves em voos comerciais (-50,6% face ao mesmo período homólogo) e foram movimentados 9,6 milhões de passageiros (-56,5%).

O aeroporto de Lisboa movimentou 57,4% do total de passageiros (5,5 milhões) e registou um decréscimo de 53,0%.

Considerando os três aeroportos com maior tráfego de passageiros, o aeroporto do Faro foi o que evidenciou um maior decréscimo do número de passageiros movimentados entre janeiro e maio de 2020 (-73,6%).

No conjunto dos cinco primeiros meses de 2020, e considerando o volume de passageiros aterrados e descolados em voos internacionais, França foi o principal país de origem e de destino dos passageiros movimentados nos aeroportos nacionais.

O Reino Unido foi o segundo principal país de origem e destino e evidenciou a maior redução do número de passageiros aterrados e descolados (-64,9% e -61,1%, respetivamente).

Considerando os cinco primeiros meses de 2020, registou-se uma diminuição movimento de carga e correio nos aeroportos nacionais de -22,8%, atingindo 63,6 mil toneladas.

O movimento de mercadorias no aeroporto de Lisboa representou 68,4% do total, atingindo 43,5 mil toneladas (-27,6% face ao período homólogo).

O INE inicia neste destaque a divulgação de informação mensal sobre estatísticas da Atividade dos Transportes, Transporte Aéreo, antecipando a divulgação anteriormente efetuada numa cadência trimestral.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.