Ministro da Defesa israelita, Ehud Barak, anuncia retirada da vida política

Ministro da Defesa israelita, Ehud Barak, anuncia retirada da vida política

 

Lusa/AO online   Internacional   26 de Nov de 2012, 08:58

O atual ministro da israelita e antigo primeiro-ministro Ehud Barak, o militar mais condecorado do país, anunciou esta segunda-feira que se vai retirar da política, uma decisão surpresa em plena campanha eleitoral.

"Anuncio a minha decisão de deixar a vida política e de não me apresentar às eleições" legislativas de 22 de janeiro, declarou Barak durante uma conferência de imprensa em Telavive, explicando que se quer "dedicar à família".

"Concluirei as minhas funções de ministro da Defesa com a formação do próximo Governo dentro de três meses", precisou Barak de 70 anos e considerado como o número 2 do governo.

Este anúncio surge cinco dias depois do acordo de cessar-fogo entre Israel e os palestinianos do Hamas, ao fim de uma semana da operação israelita "Pilar Defensivo, sobre a qual Barak fez um balanço positivo durante a conferência de imprensa.

Considerado como um dos melhores especialistas militares do país, tendo seguido um percurso prestigioso, Barak entrou na política em meados dos anos 90 depois de ter deixado o exército.

Primeiro-ministro entre 1999 e 2011, Barak deixou o partido trabalhista em janeiro de 2011 para conservar funções na Defesa no seio de um Governo de Benjamin Netanyahu composto em particular por partidos religiosos e de extrema-direita.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.