Milhares protestam contra a austeridade em Roma

Milhares protestam contra a austeridade em Roma

 

Lusa/AO online   Internacional   18 de Out de 2013, 11:57

Milhares de pessoas protestaram esta sexta-feira em Roma contra a austeridade, num dia em que uma série de greves parciais dos transportes levaram ao cancelamento de dezenas de voos e atrasaram autocarros e comboios em várias cidades de Itália.

 

A economia de Itália está há dois anos em recessão, com taxas de desemprego em níveis recorde, e o parlamento discute atualmente o projeto de Orçamento do Estado que prevê novos cortes.

“Estamos a dar dinheiro aos banqueiros! Estamos como um carro a cair de uma falésia”, disse o líder do partido Refundação Comunista, Paolo Ferrero, aos manifestantes reunidos junto à sede da central sindical USB, em Roma.

Bombeiros, operários da indústria do aço, funcionários públicos e estudantes estavam entre os milhares de pessoas que participaram na marcha de protesto pelo centro da capital.

O aeroporto da capital de Fiumicino informou que 143 voos foram cancelados devido a uma greve dos trabalhadores de “handling” (bagagens) e do pessoal de terra.

Em Milão e Roma, a greve de autocarros provocou atrasos significativos e outras greves provocaram transtornos em Palermo e Nápoles.

Os manifestantes em Roma preveem acampar numa praça da capital durante a noite para se juntarem a uma manifestação planeada para sábado.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.