Eleições/Madeira

Mais de 257 mil eleitores podem votar este domingo nas regionais

Mais de 257 mil eleitores podem votar este domingo nas regionais

 

AO Online/ Lusa   Nacional   22 de Set de 2019, 11:16

Mais de 257 mil eleitores podem votar este domingo nas eleições da Madeira, das quais sairão uma nova composição da Assembleia Legislativa da Região Autónoma e o novo Governo Regional.

Segundo dados publicados no ‘site’ da Secretaria-Geral do Ministério Administração Interna, no total estão registados 257.758 eleitores, dos quais 252.606 na ilha da Madeira e 5.152 na ilha do Porto Santo.

Relativamente a 2015, quando se realizaram as últimas regionais na Madeira, estão inscritos mais 526 eleitores.

As mesas de voto estarão abertas entre as 08:00 e as 19:00.

Nestas eleições concorrem 16 partidos e uma coligação, que disputam os 47 lugares no parlamento regional.

PDR, CHEGA, PNR, BE, PS, PAN, Aliança, Partido da Terra-MPT, PCTP/MRPP, PPD/PSD, Iniciativa Liberal, PTP, PURP, CDS-PP, CDU (PCP/PEV), JPP e RIR são as 17 candidaturas validadas para estas eleições, com um círculo único.

Nas eleições regionais de 29 de março de 2015, quando se registou uma abstenção recorde de 50,42%, os sociais-democratas seguraram a maioria absoluta – com que sempre governaram a Madeira - por um deputado, com 24 dos 47 parlamentares (44,36% dos votos).

Em 2015, a segunda força política foi o CDS-PP, com 13,71% e sete mandatos, seguida pela coligação Mudança, que juntou PS, PTP, PAN e MTP, com 11,43% e seis mandatos.

O JPP alcançou 10,28%, elegendo cinco deputados, enquanto a CDU ficou com 5,54% e dois mandatos, à frente do BE, com 3,8% dos votos e também dois mandatos.

Os 2,7% conquistados pela Nova Democracia permitiram a eleição de um deputado.

PCTP/MRPP (1,68%), MAS (1,34%), PNR (0,82%) e Plataforma Cidadãos, que juntou PPM e PDA (0,71%), não conseguiram eleger representantes.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.