Mais 40 milhões de pessoas subalimentadas em 2008


 

Lusa/AO   Internacional   9 de Dez de 2008, 11:31

O número de pessoas subalimentadas em todo o mundo atingiu, em 2008, os 963 milhões, mais 40 milhões que em 2007 devido à subida dos preços dos alimentos, anunciou hoje a ONU em Roma.
O anúncio foi feito, em conferência de imprensa, pelo director-geral da agência da ONU para a Agricultura e Alimentação (FAO), Jacques Diouf.

    Em Setembro, Jacques Diouf tinha indicado que desde que os preços dos alimentos tinham começado a subir, o número de pessoas subalimentadas em todo o mundo tinha registado um acréscimo de 75 milhões só no ano de 2007 ao subir para 923 milhões.

    “Mais 40 milhões de pessoas juntaram-se este ano ao grupo de subalimentados do planeta principalmente devido à subida dos preços dos géneros alimentares, de acordo com as estimativas preliminares da FAO”, acrescentou Diouf.

    “Isto faz com que o número de pessoas com fome em todo o mundo suba para 963 milhões, contra 923 milhões em 2007. E a actual crise económica e financeira poderá provocar um aumento do número de vítimas da fome e da pobreza”, advertiu a FAO num comunicado divulgado paralelamente à conferência de imprensa.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.