Lucro da British Airways cresce 52% no primeiro semestre


 

Lusa / AO online   Economia   2 de Nov de 2007, 10:58

O lucro da British Airways cresceu 52 por cento no primeiro semestre do ano fiscal em curso, para um recorde de 478 milhões de libras (690 milhões de euros), anunciou esta sexta-feira a transportadora aérea britânica.
A companhia britânica, que estuda em conjunto com outras transportadoras aéreas lançar uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre a Iberia, indicou que as receitas, no período em apreço, caíram 0,8 por cento para 4,5 mil milhões de libras (6,4 mil milhões de euros), devido a uma ligeira redução no número de passageiros e ao mau desempenho no rendimento da divisão de carga aérea.
A taxa de ocupação dos aviões caiu também quase um por cento para 78,4 por cento, salienta em comunicado.
A British Airways (BA) destacou ainda que a melhoria dos resultados líquidos se deve sobretudo a uma melhor eficiência na redução de custos, favorecida pela actual desvalorização do dólar e pelo bom rendimento alcançado com a captação de passageiros para a classe executiva.
"As despesas totais reduziram-se em 150 milhões de libras (215 milhões de euros), enquanto o custo unitário por passageiro baixou 2,6 por cento", refere no comunicado.
Quanto à possível OPA que sobre a Iberia que a BA prepara com o fundo norte-americano Texas Pacific Group (TPG) e outros três fundos espanhois, a companhia aérea britânica reiterou que continua a estudar "as oportunidades de cooperação identificadas".
As acções da companhia estavam a cair aproximadamente 2 por cento na Bolsa de Londres, depois de serem conhecidos os resultados do primeiro semestre.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.