Banca

Juros para novos créditos à habitação em máximos de 18 meses


 

Lusa/AO online   Economia   23 de Dez de 2010, 17:04

Os juros estabelecidos nos novos empréstimos à habitação concedidos às famílias voltaram a aumentar em Outubro na área do euro, para máximos de ano e meio, indicou o Banco de Portugal.
De acordo com o Boletim Estatístico, a TAEG cobrada pelos bancos nos novos empréstimos à habitação em Outubro nos países da zona euro subiu para 3,79 por cento.

Esta taxa regista assim o seu máximo em 18 meses, desde que atingiu os 3,88 por cento em Março de 2009, subindo consecutivamente desde Janeiro deste ano.

O mesmo só pode encontrar nos restantes dados relativos aos juros para os novos créditos à habitação.

No total, os juros atingiram em Outubro os 2,73 por cento, sempre a aumentar desde Janeiro deste ano, quando registava 2,17 por cento.

Dentro deste total, os empréstimos com prazo de fixação inicial de taxa até um ano também subiu para os 2,69 por cento em Outubro, também a aumentar consecutivamente desde Janeiro, quando registava 2,13 por cento.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.