Cidadania

Jovens portugueses e italianos procuram formas de participação política


 

Lusa/AO Online   Nacional   24 de Dez de 2009, 11:27

Meia centena de jovens portugueses e italianos participam, de 27 de Dezembro a 02 de Janeiro, num encontro em Constância que visa "desmistificar a relação dos jovens com a política".

Daniel Martins, presidente da associação Quatro Cantos do Cisne, uma instituição particular de solidariedade social de Constância, disse à agência Lusa que o encontro internacional de jovens se insere no programa Juventude em Acção, co-financiado pela Comissão Europeia, que envolve quatro associações, duas portuguesas (de Constância e Peniche) e duas italianas (da Catânia e de Florença).

O projecto visa fomentar uma cidadania activa em jovens residentes em zonas geograficamente desfavorecidas, tendo decorrido numa primeira fase em cada um dos países e culminando agora com um encontro internacional, disse.

Ao longo dos últimos sete meses os jovens envolvidos no projecto fizeram uma pesquisa sobre as políticas de juventude existentes em Portugal e Itália, tendo desenvolvido um vídeo sobre o que é para eles a democracia.

O encontro internacional aposta em workshops e dinâmicas de grupo "para desmistificar que a política não é um bicho mau, que morde, e para fomentar a participação activa dos jovens", adianta Daniel Martins.

Os jovens, com idades entre os 16 e os 22 anos, vão trabalhar em equipas mistas que terão de preparar uma apresentação (vídeo, teatro ou fotografias) sobre o que entendem por democracia e as alternativas que propõem para uma participação mais efectiva dos jovens. "Daí o nome dado ao projecto: Be the Change (Sê a Mudança)", afirmou.

Os jovens farão uma apresentação do seu trabalho para a comunidade local no dia 30 de Dezembro, havendo outros momentos abertos à população, nomeadamente nos dias 28 e 29. Dia 31, os jovens vão visitar a Câmara Municipal de Constância.

Além da Quatro Cantos do Cisne, participam no projecto a Associação Juvenil de Peniche, a Associazione Agrado e a Cooperativa Sociale Futura 1989.

No âmbito do programa Juventude em Acção, a Quatro Cantos do Cisne tem em curso um outro projecto, o Serviço Voluntariado Europeu, sendo a única instituição do distrito de Santarém a receber jovens de outros países.

"É uma oportunidade que a Comissão Europeia dá a jovens da Europa, e não só, de, num período que pode variar entre as três semanas e os 12 meses, estarem noutro país e conhecerem outras culturas ao cooperarem com a organização que os acolhe", referiu Daniel Martins.

No caso da Quatro Cantos do Cisne, os quatro a cinco jovens que acolhe habitualmente colaboram nas actividades que a associação desenvolve nos jardins-de-infância e nos centros de tempos livres do concelho.

A partir de 2010, acolherá ainda jovens voluntários no âmbito do núcleo de Desporto na Natureza, recém criado pela associação e que desenvolve, nomeadamente, actividades de BTT e rappel.

A associação foi criada em 1994 com o objectivo de promover o desenvolvimento da Pereira, uma aldeia com 27 habitantes, na freguesia de Santa Margarida, situada num vale que faz um losango e que vive sob ameaça de desertificação.

O nome da associação vem da analogia aos quatro cantos do losango e ao canto dos cisnes quando estão a morrer, contou Daniel Martins.

A associação tem actualmente com 50 funcionários, coordenando os cinco centros de tempos livres do concelho e apoiando as actividades de animação nos jardins-de-infância, além de ter criado uma empresa de inserção com 15 funcionários e de coordenar um projecto de intervenção precoce.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.