Irmandade de São Martinho organiza V Jantar no Coliseu

Irmandade de São Martinho organiza V Jantar no Coliseu

 

Rui Jorge Cabral/ Francico Cunha   Regional   6 de Nov de 2009, 10:17

O dia onze de Novembro é recordado em todo o país como o dia de São Martinho, homenageando o cavaleiro que rasgou a sua capa em duas para abrigar um mendigo durante uma tempestade.

Em Ponta Delgada já se tornou tradição o jantar de São Martinho, que tem lugar noColiseu Micaelense, e que já vai na sua quinta edição. O evento é organizado pela irmandade de SãoMartinho, da qual José Medeiros, vereador da Câmara Municipal de Ponta Delgada, faz parte da direcção.
“O espírito da irmandade de SãoMartinho” explica o vereador “ é o de uns carolas que se juntam e querem passar um bom bocado, festejar a noite de São Martinho, conviver, essencialmente, e ainda ter  em vista o fim de ajudar uma instituição”.
Ao contrário dos dois anos anteriores em que os lucros beneficiaram a Cruz VermelhaPortuguesa, este ano ainda não foi decidido quem será alvo da beneficência, conforme explica José Medeiros.
“Nos dois anos anteriores não achámos que o valor entregue fosse muito significativo. Fizemos 500 euros em 2007 e  achávamos que   uma instituição como a Cruz Vermelha portuguesa merecia mais, e demos os 1500 euros do lucro de  2008  novamente a eles”.
“Este ano em função do valor que for angariado, iremos pensar em uma ou duas instituições” explica o autarca, para quem “a ideia é ajudar e diz-se que quando se quer ajudar, todo o contributo é bom e queremos ajudar com um valor mais significativo”.
Os jantares de São Martinho em Ponta Delgada são uma tradição já antiga conforme explica o vereador: “a origem perde-se na memória porque os mais antigos dizem que a irmandade tem mais de 50 anos, e que terão sido alguns ilustres desta terra que se lembraram de fazer o jantar”.
Otradicional jantar já percorreu vários locais, como o hangar da Marinha, a Rua do Provedor, sendo então um jantar ao ar livre e até em garagens e armazéns cedidos por particulares.  
“Desde a reabertura do Coliseu Micaelense e também através do  contributo da Sociedade Coliseu, que nos cedeu o espaço, que tivemos outras possibilidades, como realizar um jantar em melhores condições e também com algum espectáculo no serão”, explica José Medeiros.
 “A iniciativa  até partiu inicialmente de alguns irmãos da comissão estarem ligados ao Coliseu Micaelense e, a partir daí,  fizemos sempre  lá”, aponta. 
O  vereador indica ainda que “a  irmandade está aberta a toda a gente porque queremos pessoas para colaborar nestes dias.  Antes do jantar, andamos a pedir a vários patrocinadores, nomeadamente entidades que têm produtos para a confecção do jantar, a quem vamos pedir e depois alguém tem de ir buscar. E para isso, evidentemente, quantos mais melhor”.
José Medeiros  lança ainda o apelo: “todos são bem-vindos ao São Martinho.Ele não tem limite de irmãos, todos podem ser irmãos de São Martinho.” ||

São esperadas cerca de 400 pessoas

Este ano o jantar de SãoMartinho passou para a sexta-feira, dia 6, porque “ a maioria das pessoas não trabalha ao sábado e assim esperemos que venham mais pessoas.”
O cardápio incluirá comidas tradicionais açorianas como chicharro frito e morcela com ananás, acompanhadas por inhames, batata cozida e sobremesas como arroz doce e massa sovada, entre outros doces tradicionais da região. Findo o jantar, haverá animação através dos tradicionais jogos de bingo, quadras  populares e ainda fado. Também haverá música ao vivo através da banda.com, que“por caridade se  ofereceu para tocar gratuitamente”, indica José Medeiros.
Os bilhetes custam 20 euros e podem ser adquiridos na bilheteira do Coliseu Micaelense.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.