Inspeção-Geral das Finanças alvo de buscas da Polícia Judiciária

Inspeção-Geral das Finanças alvo de buscas da Polícia Judiciária

 

Lusa/AO Online   Nacional   11 de Dez de 2018, 12:07

Inspetores da Unidade de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária estão, esta terça-feira, a realizar buscas na Inspeção-Geral de finanças (IGF) e outras domiciliárias, confirmou à Lusa fonte policial.


A PJ está também a realizar buscas para apreensão de documentação no Ministério da Defesa e na Cruz Vermelha Portuguesa.

Em causa estão suspeitas de corrupção passiva, peculato e abuso de poder de altos responsáveis de serviços centrais da Administração Pública do Estado, segundo a Procuradoria-geral distrital de Lisboa.

A mesma fonte adianta que as diligências “têm por objeto o apuramento de responsabilidades individuais de dirigentes da administração pública da área de serviços com a missão designadamente do controlo financeiro e fiscal do Estado, da área ministerial, incluindo uma instituição humanitária de utilidade pública e uma empresa privada”

Em investigação estão “indícios da prática de atos ilícitos em procedimentos concursais, em ações de fiscalização que lesaram gravemente o Estado nos seus interesses financeiros -, tendo como contrapartidas benefícios individuais dos visados”.

O processo, que está a ser investigado 9ªa secção do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa (DIAP), e na operação intervêm 50 inspetores da PJ, peritos informáticos e financeiros da PJ, seis magistrados do MP e quatro auditores.

A Lusa questionou o Ministério das Finanças sobre as buscas na inspeção-geral, mas, fonte oficial referiu apenas que não comentava “processos judiciais em curso”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.