Imperador japonês recebeu arroz da região de Fukushima

 Imperador japonês recebeu arroz da região de Fukushima

 

Lusa/AO online   Internacional   28 de Nov de 2013, 10:35

O imperador do Japão recebeu arroz cultivado na região de Fukushima após o início da crise nuclear e manifestou a intenção de que este seja servido no Palácio Imperial como gesto de solidariedade com os agricultores da região.

 

"Já que o arroz foi cultivado com o esforço dos agricultores, gostaríamos de o comer também", comentou o imperador segundo uma nota da Casa Imperial japonesa.

Os 120 quilogramas de arroz que chegaram ao Palácio Imperial a pedido expresso do próprio Akihito foram cultivados em Hirano, localidade a cerca de 20 quilómetros da central nuclear de Fukushima que retomou há poucos meses o cultivo de arroz, mais de dois anos depois do início da crise nuclear provocada pelo sismo e tsunami que afetaram o nordeste do Japão e a central nuclear.

Todo o arroz cultivado nas zonas adjacentes à central acidentada é submetido a exaustivos controlos e avaliação de radiação antes de chegar aos consumidores.

Os padrões adotados pelo Japão em 2012 são seis vezes mais restritivos do que os praticados na União Europeia, uma atitude destinada a restaurar a confiança dos consumidores nos produtos produzidos na região de Fukushima ou capturados no mar adjacente.

A localidade de Hirano já tinha também enviado ao gabinete do primeiro-ministro em outubro passado cerca de duas toneladas de arroz que será servido nos departamentos do Governo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.