Açoriano Oriental
IL/Açores questiona executivo sobre rebocadores do porto de Ponta Delgada

A Iniciativa Liberal/Açores enviou um requerimento ao Governo Regional, de coligação PSD/CDS-PP/PPM, para “saber o que está a ser feito” para “minimizar eventuais falhas” com rebocadores no porto de Ponta Delgada, em São Miguel.

IL/Açores questiona executivo sobre rebocadores do porto de Ponta Delgada

Autor: Lusa/AO Online

Em comunicado de imprensa, lê-se que o partido “quer saber o que está a ser feito para evitar que se repitam as falhas” e “minimizar eventuais falhas futuras com rebocadores no porto de Ponta Delgada”, uma vez que o rebocador “São Miguel” está inoperacional e que o rebocador “Pero de Teive” está a servir “como alternativa ao transporte de combustíveis para outras ilhas”.

A 09 de janeiro, a empresa pública Portos dos Açores, responsável pelos portos na região, anunciou que o rebocador “Pero de Teive” tinha iniciado uma missão para abastecer a ilha do Corvo de combustível.

No comunicado, a IL indica que o deputado único do partido na Assembleia Regional, Nuno Barata, entregou no parlamento um requerimento no qual “questiona o Governo sobre o real ponto de situação do rebocador “São Miguel” e qual o seu destino.

“Quais os custos financeiros da deslocação dos rebocadores 'O Bravo' da Terceira e 'Ilha de São Luís' do Faial para São Miguel sempre que necessário e a quem são imputados esses custos?”, questionam os liberais.

A IL/Açores interroga também o executivo regional sobre os custos económicos e ambientais da deslocação desses rebocadores de outras ilhas para o porto de Ponta Delgada, em São Miguel.

“O que tem o Governo planeado, programado e que verbas tem a inscrever no quadro do plano de médio prazo e do orçamento para 2021, para garantir e melhorar a operacionalidade do porto de Ponta Delgada no que diz respeito aos navios auxiliares de reboque [...]”, lê-se ainda na nota de imprensa.


PUB
 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.