Hospitais terão 20 camas em unidades só de cuidados paliativos (vídeo)

Carregando o video...

 

Rui Jorge Cabral   Regional   8 de Out de 2013, 18:07

Os três hospitais dos Açores deverão ter a partir do próximo ano 20 camas em unidades especiais de cuidados paliativos para um tratamento e acompanhamento mais especializado aos doentes em fase terminal. No hospital de Ponta Delgada, a unidade deverá arrancar com 10 camas, tendo os hospitais de Angra e da Horta 6 e 4 camas, respetivamente.
Quando esta terça-feira se assinala o Dia Mundial dos Cuidados Paliativos, a coordenadora da equipa que vai implementar a Rede Regional de Cuidados Continuados Integrados, Margarida Moura, lembra que os cuidados paliativos foram estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde como uma obrigação dos países em relação aos seus cidadãos. 

 

Para Margarida Moura, seria importante que, dentro de um ano, existissem já nos hospitais unidades de cuidados paliativos para pessoas em fase avançada de doença, “para que estejam internadas em sítios próprios e não no meio dos outros doentes, tendo ao seu lado no final da vida a sua família e cuidados específicos no tratamento”, afirma. E o levantamento de 20 camas é inicial, podendo ser reforçado conforme as primeiras experiências. Contudo, para Margarida Moura, o grande objetivo da criação da Rede de Cuidados Continuados Integrados nos Açores é o de que “os doentes permaneçam nas suas casas junto da família”. 

 

Nos Açores, a rede que está agora a ser criada a um nível mais geral dos cuidados continuados, mas onde se integram mais especificamente os cuidados paliativos,  deverá estabelecer três modalidades para a prestação dos cuidados paliativos: nos hospitais, através das equipas de suporte hospitalar em cuidados paliativos; nas unidades de saúde de ilha (centros de saúde, com muita importância nas ilhas mais envelhecidas e sem hospital), através das equipas comunitárias de cuidados paliativos e, por fim, numa fase mais avançada, ao nível do internamento, seja em hospitais, seja noutras unidades de saúde. 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.