Governo vai libertar cerca de 450 prisioneiros palestinianos

Governo vai libertar cerca de 450 prisioneiros palestinianos

 

Lusa / AO online   Internacional   19 de Nov de 2007, 16:50

O governo israelita aprovou a libertação de cerca de 450 prisioneiros palestinianos, antes da conferência internacional sobre o Médio Oriente, prevista para finais de Novembro nos Estados Unidos, anunciou fonte oficial.
“O governo aprovou a proposta do primeiro-ministro Ehud Olmert de libertar até 500 prisioneiros palestinianos como um gesto de boa-vontade dirigido a [Mahmud) Abbas antes do encontro” de Annapolis (Maryland, Estados Unidos), disse a fonte, que pediu para não ser identificada.

O Ministério da Justiça israelita estabeleceu uma lista de “cerca de 450 detidos” palestinianos que podem ser libertados e que pertencem sobretudo à Fatah, o partido do presidente da Autoridade Nacional Palestiniana (ANP), Mahmud Abbas, mas que não estejam envolvidos em ataques que tenham causado mortes de israelitas.

Depois da aprovação do governo israelita, a libertação será tratada por uma comissão ministerial que se reunirá quarta-feira.

Israel detém mais de 11.000 prisioneiros palestinianos e a libertação é uma das reivindicações da ANP.

Em Julho e Outubro, Israel libertou cerca de 350 prisioneiros.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.