Governo Regional quer criar centros de inteligência competitiva

Governo Regional quer criar centros de inteligência competitiva

 

Lusa / AO online   Regional   10 de Out de 2011, 18:23

O Governo dos Açores pretende instalar centros de inteligência competitiva nos parques tecnológicos da Terceira e de S. Miguel, afirmou hoje o secretário regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, José Contente, depois de reunir com um especialista nesta área

“A inteligência competitiva é um ferramenta fundamental na economia real, porque acautela os cenários e prevê com inteligência as vantagens e as desvantagem num mundo que é altamente competitivo”, afirmou José Contente em declarações aos jornalistas.

O secretário regional salientou que as “boas ideias" que surgirem "serão transversais à economia açoriana e replicadas para várias ilhas e várias empresas”.

Por seu lado, Alfredo Passos, especialista brasileiro em inteligência competitiva, salientou que as pequenas empresas têm vantagem na “sociedade do conhecimento” em que se transformou o mundo atual, frisando que nas grandes empresas a inovação exigida pela sociedade do conhecimento é “mais difícil, mais morosa e mais burocrática”.

Alfredo Passos, galardoado com o prémio Talalyst Award da Society of Competitive Inteligence Profissionals, sublinhou que a sociedade do conhecimento “trabalha de forma diferente da fabril”, assumindo particular importância o papel dos projetos desenvolvidos pelos jovens, mesmo em casa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.