Açoriano Oriental
Governo Regional entra em gestão corrente

O Presidente do Governo dos Açores confirmou que, por força do disposto no Estatuto Político-Administrativo da Região Autónoma dos Açores, o atual executivo está agora demissionário e limitado a atos de gestão corrente, manifestando-se convicto que, o mais rapidamente que for possível, o novo Governo Regional tomará posse.

Governo Regional entra em gestão corrente

Autor: Susete Rodrigues/AO Online

“O Governo está limitado à prática de atos de gestão corrente. Esta não é uma situação em que esteja na plenitude dos seus poderes para tomar as decisões que as circunstâncias possam impor”, nomeadamente ao nível da pandemia de Covid-19, afirmou Vasco Cordeiro, em declarações aos jornalistas na Assembleia Legislativa, na Horta, após a reunião constitutiva da XII Legislatura.

Vasco Cordeiro considerou, em nota, ainda ter a consciência que, da parte do Presidente do Governo indigitado, José Manuel Bolieiro, há uma “compreensão muito nítida e muito presente das circunstâncias que se vivem na Região", acrescentando que "a forma de passarmos à fase seguinte é com a tomada de posse do novo Governo, que, assim, entrará em plenitude das suas funções”.

“Acredito que, o mais rapidamente que lhe for possível, teremos a tomada de posse do novo Governo, de forma a que, com plenitude de poderes e de funções, a Região possa ter as medidas que as circunstâncias impõem”, referiu, citado na mesma nota.

Saliente-se que o Estatuto Político-Administrativo dos Açores prevê, no artigo 86.º, que o início de uma nova legislatura, o que aconteceu nesta segunda-feira na Assembleia Legislativa, implica a demissão do Governo Regional.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.