Açoriano Oriental
Governo promete reforço da rede consular em França e apela ao investimento de emigrantes

A secretária de Estado das Comunidades Portuguesas reafirmou este sábado o compromisso do Governo de reforçar a rede consular em França e apelou aos portugueses e lusodescendentes naquele país para que estudem nas universidades nacionais e invistam em Portugal.

Governo promete reforço da rede consular em França e apela ao investimento de emigrantes

Autor: AO Online/ Lusa

"Gostaria ainda de reforçar o compromisso do Governo português com o reforço da rede consular, procurando sempre prestar a todos os cidadãos portugueses o serviço e o apoio que lhes é devido", afirmou Berta Nunes na intervenção, gravada, que fez na Noite de Gala da Câmara de Paris dedicada à comunidade portuguesa em França e organizada pela associação de lusodescendentes Cap Magellan.

Nesta 10ª edição da Noite de Gala, que decorreu este ano em formato digital e foi transmitida através do YouTube e do Facebook, Berta Nunes apelou aos portugueses e lusodescendentes naquele país para que venham estudar para as universidades nacionais e invistam em Portugal, ao abrigo dos mecanismos criados pelo governo português que lhes oferecem vantagens.

"A ligação da comunidade portuguesa em França a Portugal é muito particular e muito nos tem dado ao longo dos anos", disse a secretária de Estado, e acrescentou: "Ficaríamos muito honrados que esse caminho se continuasse hoje a fazer, também, através da criação, no âmbito do Prémio Literário Ferreira de Castro, dirigido às comunidades, através do contingente especial para acesso de emigrantes e familiares ao ensino superior português, que neste ano registou um aumento de 60% no número de candidatos".

E ainda "através do novo Programa Nacional de Apoio ao Investimento da Diáspora, dirigido àqueles que planeiam regressar um dia a Portugal e igualmente àqueles que, permanecendo nos países que os acolheram, procuram investir em Portugal", continuou.

Para Berta Nunes, a cerimónia em que participou hoje "é um momento de celebração muito importante, naturalmente, mas é também um momento de reflexão comum em torno da comunidade franco-portuguesa em França", que é "bem-sucedida".

A secretária de Estado aproveitou o momento para saudar os mais de 7.000 eleitos de origem portuguesa nas eleições municipais: "Que uma comunidade em França se reveja neles e por eles se faça representar parece-me um sinal inegável de uma excelente integração de portuguesas e os portugueses há várias gerações", considerou.

Mas também dirigiu palavras de apreço aos trabalhadores, aos artistas, aos empresários e aos jovens.

“Sobretudo”, disse, aos jovens que “hoje aprendem português, seja esta a sua língua materna ou de herança".

"Eles são a prova viva de que o português não é apenas uma língua de passado, mas, sobretudo, uma língua dirigida ao futuro. E não é apenas um vínculo a Portugal, mas a uma comunidade linguística global e em expansão", sublinhou.



 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.