GNR começa operação “Regresso às Aulas 2019” com conselhos de segurança

GNR começa operação “Regresso às Aulas 2019” com conselhos de segurança

 

Lusa/AO online   Nacional   10 de Set de 2019, 18:52

A Guarda Nacional Republicana realiza a partir de hoje e até ao dia 20 de setembro um conjunto de ações de sensibilização de segurança dirigidas aos diversos intervenientes no ambiente escolar, desde professores, alunos e encarregados de educação.

A Operação “Regresso às Aulas 2019” decorre nos cinco mil estabelecimentos escolares na área de responsabilidade da GNR, e visa transmitir conselhos de segurança e contribuir para que o ano letivo se inicie com tranquilidade.

Em comunicado a GNR explica que, neste período, as secções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário (SPC) e os militares dos Postos Territoriais irão promover ações de sensibilização no âmbito da segurança na rua, em casa e ainda segurança rodoviária, uma vez que o fluxo de trânsito aumenta devido ao transporte dos alunos para a escola, alertando os condutores para a utilização dos cintos de segurança e dos sistemas de retenção para crianças.

Além da transmissão de conselhos de segurança aos encarregados de educação, a GNR irá ainda divulgar o Programa Escola Segura e dar a conhecer os militares responsáveis pelo programa na respetiva escola, com a distribuição do número de contacto das SPC.

O objetivo é contribuir para uma maior consciencialização dos encarregados de educação para a importância da segurança escolar dos jovens alunos e para uma melhor preparação das crianças e jovens.

Aos jovens estudantes a GNR aconselha que nas deslocações de e para a escola devem circular sempre que possível acompanhados ou em grupo e evitar passar em locais isolados ou com pouca luz.

A GNR aconselha ainda que memorizem no telemóvel o número do posto da GNR local, num dos números de marcação rápida, e a esperar pelos pais, familiares ou amigos dentro da escola.

Relativamente ao uso das redes sociais, a GNR alerta que os jovens devem escolher bem os conteúdos que publicam e que não mostrem a amigos as palavras de acesso.

Por outro lado, a Guarda Nacional Republicana aconselha a pedir ajuda caso se sintam ameaçados na Internet, a não se isolarem, a pedirem ajuda e a denunciarem caso aconteça algo perturbador online.

Aos pais a GNR apela a que acompanhem o desenvolvimento escolar dos seus filho e das suas rotinas, a ensinar os filhos a colocar o número do posto da GNR local, num número de marcação rápida e informar de imediato a GNR sempre que tiver conhecimento ou suspeita de que o seu filho ou colegas estejam a ser vítimas de ameaças, agressões ou outro tipo de crime.

A abertura oficial do ano letivo decorre entre 10 e 16 de setembro, para mais de um milhão de alunos, que continuam a receber manuais gratuitos sujeitos a devolução.

As escolas podem ter turmas mais pequenas, mas continuam a defrontar-se com falta de funcionários e os problemas que levaram os professores ao protesto nos últimos anos, pela contagem integral do tempo de serviço.

Em agosto ficaram colocados 24.000 professores, que se distribuem por cinco mil escolas espalhadas pelo país.

Pela primeira vez, todos os alunos, do 1.º ao 12.º ano, têm acesso a manuais escolares gratuitos, ao abrigo do programa de empréstimo lançado pelo governo e que foi sendo alargado gradualmente.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.