Açoriano Oriental
Covid-19
Declarado estado de calamidade em Ovar

Governo confirma o estado de calamidade em Ovar, anuncia o ministro da Administração Interna.

article.title

Foto: ANTÓNIO COTRIM/LUSA
Autor: Lusa/AO Online

Em conferência de imprensa, Eduardo Cabrita explicou que a aplicação de situação de calamidade significa “a criação de uma situação de cerca sanitária aplicada a todo o município e o estabelecimento de um conjunto de restrições a atividades económicas e à circulação de pessoas”.

Segundo o ministro, a situação de cerca significa que os residentes neste município estão impedidos de sair de Ovar.

“Salvo um conjunto de situações excecionais, profissionais da saúde, das forças de segurança ou de socorro, abastecimento de áreas que devem continuar em funcionamento supermercados e postos de combustíveis, está vedado o acesso a Ovar”, disse o ministro da Administração Interna, numa declaração à comunicação social, juntamente com a ministra da Saúde, Marta Temido.

Como exemplo, referiu que a linha de comboios do Norte vai continuar a operar, mas nas estações situadas no município de Ovar, não haverá entrada nem saída de passageiros.

Eduardo Cabrita indicou que a data de vigência deste despacho é até 02 abrir, podendo ser revogado.

 


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.