França

Clima mais tenso no 8º dia de greve


 

Lusa/Ao online   Internacional   21 de Nov de 2007, 07:37

O clima é hoje mais tenso em França, no oitavo dia de greve dos transportes, registando-se alegadas acções de sabotagem, numa altura em que negociações tripartidas arrancam nas empresas afectadas pelos protestos.
A administração dos caminhos-de-ferro (SNCF) anunciou hoje que uma "acção coordenada de sabotagem" - incêndio de cabos, fecho de comutadores de sinalização - ocorreu em várias linhas de alta velocidade (TGV).

    Estes abusos visam "contrariar o reinício observado do circulação", acusou a SNCF.

    O sindicato CGT, maioritário e apoiante da greve, denunciou estes actos como "inqualificáveis, cometidos por cobardes".

    As acções de vandalismos ocorrem numa altura em que se regista uma melhoria na circulação dos caminhos-de-ferro e metropolitano, há duas semanas em greve contra a reforma dos regimes especiais de aposentação.

    As negociações entre Estado, sindicatos e administrações de empresas deverão começar hoje de manhã na RATP (metropolitano e autocarros de Paris) e à tarde na SNCF, com a presença de representantes do Estado.

    Terça-feira o presidente Nicolas Sarkozy reafirmou a seu vontade de reformar a França e garantiu que não cederá no que diz respeito à reforma de regimes especiais, adiantando que ser necessário "saber terminar uma greve".
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.