China rendida ao "Rei da Pop"


 

Lusa / AO online   Internacional   29 de Out de 2009, 10:24

 “This Is It”: um dia depois da estreia mundial nas salas de cinema, DVD piratas do filme póstumo sobre Michael Jackson vendiam-se esta quinta-feira em Pequim, ampliando a sua singular popularidade no país mais populoso do mundo.
Por apenas quinze yuan (um euro e meio) - menos de um décimo do preço dos bilhetes para a estreia, que ocorreu terça-feira à meia-noite - os milhões de fans chineses do falecido “Rei da Pop” podem levar para casa a última recordação do ídolo.

Michael Jackson nunca actuou na China, mas foi um dos primeiros músicos ocidentais divulgados no país depois de o Partido Comunista Chinês ter adoptado a política de “Reforma Económica e Abertura ao Exterior”, no final da década de 1970.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.