CGTP diz que greve de 24 de novembro é protesto contra "exploração e empobrecimento"


 

Lusa/AO Online   Nacional   19 de Out de 2011, 13:09

O secretário-geral da CGTP, Carvalho da Silva, confirmou hoje a greve geral para 24 de novembro deste ano, justificando que visa protestar contra o aumento da “exploração e o empobrecimento” e defender “acima de tudo” Portugal.

“É uma greve geral que reclama um Portugal soberano e desenvolvido e que afirma a necessidade imperiosa dos trabalhadores se baterem pelos seus direitos, pelos seus salários, pelas liberdades e por valores fundamentais da democracia”, disse Carvalho da Silva numa conferência de imprensa em Lisboa.

O líder da central sindical falava no final de uma reunião do Conselho Nacional da CGTP que hoje se reuniu para analisar a situação social, económica e política do país, tendo sido também apreciadas as medidas anunciadas no Orçamento de Estado para 2012 e anunciados os objetivos para a realização de uma greve geral conjunta com a UGT.

A CGTP e a UGT convocaram pela primeira vez uma greve geral em conjunto em outubro de 2010, que se concretizou a 24 de novembro do ano passado.

A decisão surge depois do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, ter anunciado na semana passada uma nova vaga de medidas de austeridade incluídas na proposta do Orçamento do Estado para 2012.

A UGT também dará hoje uma conferência de imprensa pelas 14:00.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.