Açoriano Oriental
Centro de Terapia Familiar nos Açores centraliza serviços num único edifício
O Centro de Terapia Familiar e Intervenção Sistémica dos Açores vai passar a funcionar num único edifício dentro de um ano, após obras num imóvel do centro de Ponta Delgada orçadas em 700 mil euros, foi hoje anunciado.
Centro de Terapia Familiar nos Açores centraliza serviços num único edifício

Autor: Lusa/AO Online

A secretária regional da Solidariedade Social, que presidiu hoje à cerimónia de lançamento da primeira pedra da obra, adiantou aos jornalistas que “era realmente fundamental” instalar o centro num imóvel que garantisse a privacidade ao trabalho desenvolvido com famílias e crianças pelos técnicos.

“Esta obra significará um espaço com melhores condições para o trabalho desenvolvido pelo centro”, afirmou Andreia Cardoso, acrescentando que o edifício a remodelar passará a ter três pisos e vários gabinetes técnicos.

O Centro de Terapia Familiar e Intervenção Sistémica, localizado na ilha de São Miguel, dispõe de mais de uma dezena de técnicos qualificados dispersos por dois edifícios em Ponta Delgada e presta atualmente apoio a 300 a 350 agregados familiares, um número que tem vindo a “crescer significativamente” desde a sua criação em 1998.

Ruben Santos, membro da direção do centro, referiu que a divisão dos recursos pelos dois imóveis torna “a logística mais pesada”, pelo que a reunião num único espaço dentro de um ano é “muito positiva”.

“Teremos aqui o centro comunitário de intervenção sistémica, familiar e terapia familiar, a equipa de intervenção familiar, o ponto de encontro familiar e a valência da área da Justiça, que é uma equipa para a inclusão sociofamiliar”, afirmou Ruben Santos, acrescentando que o público-alvo da instituição são crianças, jovens e adultos.

Durante a sua intervenção na cerimónia, Joana Vasconcelos, membro da direção do centro, disse que este será “um espaço aberto à população dos Açores, com melhores condições de trabalho”, permitindo “sediar também um processo de suporte a profissionais de outras ilhas”.

“Esta é uma instituição que trabalha não só na ilha de São Miguel, mas dá também apoio técnico a instituições noutras ilhas e formação”, afirmou a governante açoriana, acrescentando que o centro tem vindo a ser valorizado pelas autoridades regionais e outras instituições, nomeadamente a Justiça.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.