Segurança

CDS quer ser ouvido na Comissão para a reforma das leis penais


 

Lusa / AO online   Nacional   25 de Nov de 2009, 10:26

O CDS-PP vai pedir "ainda esta semana" para ser ouvido na Comissão para a reforma das leis penais criada pelo Governo e defende a alteração de algumas disposições para combater uma criminalidade que "está mais grave".
Em declarações à Lusa, a propósito do relatório de actividades da Procuradoria-Geral da Republica (PGR), que dá conta de um aumento de 16,1 por cento da criminalidade participada de 2007 e 2008, o deputado centrista Nuno Magalhães salientou que este documento "vem confirmar aquilo que o CDS-PP sempre disse e que foi muitas vezes desmentido por este Governo".

"A criminalidade em Portugal está mais grave, mais violenta, mais organizada e as autoridades judiciárias sofreram um duro revés quando, em 2007, se aprovou um Código de Processo Penal que, em algumas disposições, como a prisão preventiva, o flagrante delito e a não realização de julgamentos sumários, atraiçoa o trabalho das polícias e dos operadores judiciários", sustentou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.