Açoriano Oriental
Açores/Eleições
CDS propõe aumento de diária para doentes oncológicos e acompanhantes

O líder do CDS-PP/Açores e candidato às eleições legislativas regionais de 25 de outubro, Artur Lima, defendeu o aumento do valor das diárias dos doentes oncológicos deslocados e dos seus acompanhantes.


Autor: Lusa/AO Online

“Nós queremos aumentar a diária do doente oncológico, mas também queremos aumentar a diária do acompanhante do doente oncológico. E queremos também investir nas condições de conforto”, adiantou, em declarações aos jornalistas, à margem de uma visita ao Centro de Oncologia dos Açores, em Angra do Heroísmo.

Artur Lima, que é líder da bancada parlamentar do CDS e cabeça de lista pelo círculo eleitoral da ilha Terceira pela quarta vez, lembrou que foi o partido que propôs, há dois anos, “uma diária específica e especial” para os doentes oncológicos e, no ano passado, “o seu aumento em 10%”.

“As diárias dos doentes, por parte do CDS, são sempre para aumentar, quer para os doentes da doença normal e, sobretudo, para o doente oncológico, que é o que mais sofre, que fica mais longe, fora da sua família, com tratamentos mais agressivos e precisa de mais conforto”, apontou.

O candidato realçou que foi também o CDS que propôs a criação de uma rede de residências para doentes deslocados nos Açores, que inclui já duas residências em São Miguel e uma na ilha Terceira, estando prevista uma quarta na ilha do Faial.

“As instituições que as gerem fizeram-no, e bem, ao abrigo do Orçamento Participativo, mas a proposta é e foi do CDS. Lamento que o Governo retire o cunho autoral ao autor da proposta. No passado isso não acontecia, nos governos de Carlos César”, frisou.

Artur Lima reivindicou ainda um maior apoio para o Centro de Oncologia dos Açores, instituição que disse ter “o melhor registo oncológico do país” e onde já se fazem rastreios à cavidade oral, ao cancro do colo do útero, ao cancro colorretal e ao cancro da mamã.

“O cancro do pulmão tem uma prevalência muito elevada na Região Autónoma dos Açores e o CDS fará uma proposta para que o Centro de Oncologia dos Açores seja dotado da verba necessária e dos meios necessários para fazer o rastreio do cancro do pulmão e assim salvar vidas”, avançou.

Em 2016, o CDS aumentou o seu grupo parlamentar na Assembleia Legislativa dos Açores de três para quatro deputados e concorre nestas eleições regionais aos 10 círculos eleitorais, ainda que na ilha Corvo em coligação com o PPM.

As legislativas dos Açores decorrem em 25 de outubro, com 13 forças políticas candidatas aos 57 lugares da Assembleia Legislativa Regional: PS, PSD, CDS-PP, BE, CDU, PPM, Iniciativa Liberal, Livre, PAN, Chega, Aliança, MPT e PCTP/MRPP. Estão inscritos para votar 228.572 eleitores.

No arquipélago, onde o PS governa há 24 anos, existe um círculo por cada uma das nove ilhas e um círculo de compensação, que reúne os votos não aproveitados para a eleição de parlamentares nos círculos de ilha.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.