Açoriano Oriental
Açores/Eleições
CDS defende aposta no turismo interno com transportes mais eficazes

O presidente do CDS-PP/Açores reiterou que a região deve potenciar o turismo interno, mas, para tal, necessita de um sistema de transportes "eficaz", o que não se tem verificado com a transportadora aérea SATA.

CDS defende aposta no turismo interno com transportes mais eficazes

Autor: Lusa/AO Online

Em declarações aos jornalistas junto ao Museu da Baleia, na Horta, ilha do Faial, no âmbito da campanha eleitoral para as legislativas regionais de 25 de outubro, Artur Lima afirmou que o turismo interno está a ser “a boia de salvação” do arquipélago durante a pandemia de covid-19.

“Nós entendemos que potenciar o turismo interno é fundamental, criando pacotes para que os açorianos se possam conhecer uns aos outros”, afirmou, lembrando que o partido defende "há oito anos" a aposta no turismo interno.

Para tal, acrescentou o também cabeça de lista do partido pelos círculos da Terceira e de compensação, é necessário “um sistema de transportes eficaz” e que “dê resposta” às necessidades dos açorianos.

“Como nós vimos no ano passado, não deu, porque a SATA não foi capaz de responder eficazmente ao turismo interno nos Açores”, acrescentou, acompanhado pelo líder nacional do partido, Francisco Rodrigues dos Santos, e pelo cabeça de lista pelo círculo do Faial, Rui Martins.

Rui Martins defendeu, ao nível do Faial, pequenas medidas que podem valorizar o mercado interno, apontando como exemplo a construção de “plataformas amovíveis” nas baías de Entre Montes e Varadouro, para facilitar a prática de mergulho e caça submarina, respetivamente.

O CDS-PP nunca elegeu um deputado pelo círculo do Faial, sendo que nas eleições regionais de 2016 PS e PSD conseguiram dois mandatos cada.

Nesse sufrágio, o PS venceu com 46,4% dos votos, o que se traduziu em 30 mandatos no parlamento regional, contra 30,89% do segundo partido mais votado, o PSD, com 19 mandatos, e 7,1% do CDS-PP (quatro mandatos).

O BE, com 3,6%, obteve dois mandatos, a coligação PCP/PEV, com 2,6%, um, e o PPM, com 0,93% dos votos expressos, também um.

As legislativas dos Açores decorrem em 25 de outubro, com 13 forças políticas candidatas aos 57 lugares da Assembleia Legislativa Regional: PS, PSD, CDS-PP, BE, CDU, PPM, Iniciativa Liberal, Livre, PAN, Chega, Aliança, MPT e PCTP/MRPP. Estão inscritos para votar 228.999 eleitores.

No arquipélago, onde o PS governa há 24 anos, existe um círculo por cada uma das nove ilhas e um círculo de compensação, que reúne os votos não aproveitados para a eleição de parlamentares nos círculos de ilha.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.