Presidente da República nos Açores

Cavaco Silva visita Centro de Vulcanologia


 

Lusa/ AO online   Regional   4 de Out de 2007, 11:04

O Presidente da República vai conhecer a 10 deste mês, último dia da sua visita aos Açores, um centro de investigação que tem a missão de vigiar, ao segundo, os parâmetros naturais de um arquipélago com actividade sísmica muito activa.
    Instalado no Complexo Científico da Universidade dos Açores, em Ponta Delgada, o Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos (CVARG) constitui os “olhos” do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores, ao acompanhar 24 horas por dia a actividade sísmica e vulcânica no arquipélago, seja na terra e no mar.

    Durante a sua deslocação de cinco dias aos Açores, que se inicia sexta-feira, Aníbal Cavaco Silva vai poder, assim, inteirar-se da rotina da equipa de investigadores que, diariamente, monitoriza da actividade sismo-vulcânica, através de um sofisticado sistema de aquisição e tratamento de dados.

    Numa ampla sala devidamente equipada, diversos monitores mostram toda a informação sobre a evolução da actividade sísmica que acontece numa região sismo-vulcânica muito activa.

    Uma informação disponibilizada pelas cerca de 50 estações sísmicas instaladas em todas as ilhas, quer sejam equipamentos do CVARG ou do Instituto de Meteorologia.

    Entre modernos e avançados sistemas, o centro mantém, por tradição, os "velhinhos" sismógrafos, que permitem passar para o papel os sinais que cada estação sísmica transmite.

    O Centro de Vulcanologia monitoriza, igualmente, a deformação crustal de alguns dos aparelhos vulcânicos do arquipélago, através de sofisticados equipamentos de GPS colocados no terreno.

    A monitorização contínua dos gases vulcânicos nos Açores é outra das técnicas desenvolvidas pelo CVARG, uma avaliação da composição química que permite caracterizar o estado de actividade de um vulcão.

    Paralelamente, no âmbito do estudo dos diversos aparelhos vulcânicos do arquipélago, os investigadores do CVARG têm desenvolvido trabalhos de caracterização dos depósitos vulcânicos e da história eruptiva das ilhas.

    Outra das intervenções levadas a cabo pelo centro diz respeito aos riscos geológicos, uma das vertentes igualmente importante para a segurança dos cerca de 240 mil açorianos.

    Promover a investigação e fomentar a cooperação científica com instituições nacionais e estrangeiras, públicas ou privadas, constitui outro dos objectivos do centro que, anualmente, recebe visitas de estudo de escolas e de grupos temáticos.

    A directora do CVARG, Gabriela Queirós, precisou à agência Lusa que ainda, recentemente, membros do Clube UNESCO da Cidade do Porto visitaram o Centro de Vulcanologia.

    O centro tem um esquema para receber estas visitas, explicou a responsável, lembrando que o CVARG participa anualmente em reuniões, conferências e missões científicas.

    Na quarta-feira, 10 de Outubro, antes de regressar a Lisboa, no âmbito da sua deslocação oficial aos Açores, o Presidente da República vai visitar as instalações daquela unidade de investigação, onde será elucidado sobre o acompanhamento da actividade sismo-vulcânica e a investigação desenvolvida pelo Centro.

    A responsável lembrou que também o ex-presidente da República, Jorge Sampaio, visitou o Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos da Universidade dos Açores.

    Esta é a primeira visita de Cavaco Silva aos Açores desde que tomou posse, em Março de 2006.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.