Vila da Povoação

Câmara reclama nova ligação rodoviária Furnas-Povoação


 

Luísa Couto   Regional   29 de Ago de 2008, 11:01

Na abertura de mais uma Feira de Actividades Económicas e Artesanato do Concelho da Povoação, o presidente da Câmara voltou a exigir ao Governo de César a execução de obras estruturantes para o município
A construção de uma nova ligação rodoviária Furnas – Povoação “que aproxime as duas localidades e ofereça maiores condições de segurança” foi apenas uma das reivindicações que o presidente da Câmara Municipal, Francisco Álvares, fez questão de elencar durante a sua intervenção no arranque de mais uma  Feira de Actividades Económicas e Artesanato do Concelho.
Para o autarca é determinantes que o Governo Regional  “execute com a celeridade possível um conjunto de obras estruturantes para o município, que permitam o seu desencravamento e consequente dinamização de todo o sector económico concelhio, sob pena de assistirmos, impotentes, à partida dos nossos jovens em busca das condições que não encontram na sua terra.”

Reabilitação total do porto
Na ocasião, Francisco Álvares destacou ainda a necessidade de ser operada uma intervenção de reabilitação total no porto de pescas da Povoação que, esclarece, “apresenta várias lacunas do foro técnico e operacional”.
Aliás, de acordo com o edil povoacense, “ só depois de feitas as intervenções necessárias, será um valor acrescentado para esta Vila.”
Ainda no rol de reivindicações ao Executivo, Francisco Álvares acrescenta a implantação de um parque industrial e a construção da Estrada dos Arrastadouros, via que, segundo a Câmara, permitirá a ligação de todas a lombas da Povoação.

Duarte Ponte “responde”com apoios
Em jeito de resposta, o secretário regional da Economia, Duarte Ponte, também presente na cerimónia de abertura da Feira, fez questão de falar dos apoios disponíveis para o sector, encorajando os empresários da Povoação a candidatarem-se a esses mesmos incentivos. 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.