Benfica faz um intervalo na crise e bate Feirense na Luz

Benfica faz um intervalo na crise e bate Feirense na Luz

 

Lusa/Ao online   Futebol   1 de Dez de 2018, 19:33

O Benfica venceu este sábado o Feirense, por 4-0, em jogo da 11.ª jornada da I Liga de futebol, e subiu provisoriamente ao segundo lugar da prova, afastando os fantasmas de uma semana muito conturbada.

Os golos de Jonas, Rafa, Seferovic e o autogolo de Nascimento abriram o cenário de uma reconciliação dos adeptos com a equipa, depois dos sinais de divórcio evidenciados no último mês perante maus resultados e exibições ainda piores. Os assobios e lenços brancos que assinalaram o nulo no intervalo do encontro foram um exemplo da tensão que se sentia.

O treinador dos ‘encarnados', Rui Vitória, que esteve na porta de saída e acabou por ficar na sequência de uma mudança de planos do presidente do clube, Luís Filipe Vieira, tinha prometido mudanças para virar a página ao ciclo negativo. As alterações resumiram-se a três: Jardel, Gedson e Zivkovic entraram para o ‘onze'.

Com exceção do guarda-redes Vlachodimos e do jovem médio Gedson, o Benfica ensaiou assim uma nova versão para o futuro com uma espécie de regresso ao passado. Todavia, nem a maior intensidade demonstrada desde o início coincidiram com uma subida de rendimento, muito por culpa da organização sólida da equipa de Nuno Manta Santos.

A equipa de Santa Maria da Feira soube fechar os caminhos para a sua baliza, beneficiando também da falta de inspiração e da maior ansiedade do Benfica. Assim, o jogo arrastou-se num ritmo baixo e sem emoção ou vestígios de oportunidades de golo para um óbvio nulo e o descontentamento dos 44.547 adeptos presentes.

O alerta do intervalo acabou por ter um efeito positivo na formação comandada por Rui Vitória, com Jonas a pôr fim ao marasmo ‘encarnado' com um golo pleno de classe aos 49 minutos, depois de uma assistência de Grimaldo. O 1-0 desinibiu em definitivo o Benfica, que conseguiu então mostrar melhorias à mesma velocidade que cresciam as falhas do Feirense.

Jonas esteve muito perto de aumentar a vantagem, logo de seguida, mas a falta de pontaria traiu-o quando estava isolado. Aos 57, já nem teve sequer de rematar, pois Nascimento antecipou-se com um corte infeliz e fez dessa forma o 2-0 para o Benfica, em mais uma jogada com o toque de Rafa, um dos melhores dos ‘encarnados'.

O extremo mostrou posteriormente o porquê de estar a viver a melhor época desde que chegou à Luz e assinou o terceiro golo da equipa, ao aproveitar uma falha do guardião Caio Secco, que não segurou um cruzamento fácil de Jonas.

As mexidas de Nuno Manta Santos nada trouxeram de novo ao Feirense, que se limitava agora a estar em campo, já não conseguindo sair a jogar. Por sua vez, Rui Vitória geriu o desgaste dos jogadores e a aposta em Seferovic acabou por ser coroada com o quarto e último golo do Benfica, já aos 89, interrompendo a crise que se vivia na Luz.

O triunfo vale a subida provisória ao segundo lugar da classificação, com 23 pontos, colocando-se a um ponto do líder FC Porto e pressionando Sporting (22) e Sporting de Braga (21), que ainda vão jogar na ronda.

Já o Feirense somou o nono jogo sem vencer no campeonato e segue no 16.º lugar, com apenas nove pontos.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.