Açoriano Oriental
Açores assumem presidência da conferência das RUP com “sentido de responsabilidade”

O presidente do Governo dos Açores, José Manuel Bolieiro, disse hoje que a região irá assumir a presidência da Conferência das Regiões Ultraperiféricas (RUP) da União Europeia com “sentido de responsabilidade” e consciência dos “desafios” provocados pela covid-19.

Açores assumem presidência da conferência das RUP com “sentido de responsabilidade”

Autor: AO Online/ Lusa

“É com natural gosto, mas com sentido de responsabilidade, que os Açores assumem a presidência da Conferência das Regiões Ultraperiféricas da União Europeia”, declarou José Manuel Bolieiro na reunião entre os presidentes das RUP, realizada por videoconferência.

A reunião ficou marcada pela transição da presidência de Maiote - arquipélago no oceano Índico, tutelado pela França - para os Açores, que irão assumir a liderança da conferência até final de 2021.

Bolieiro disse estar “consciente” do “elevado nível” das presidências anteriores e dos “enormes desafios” provocados pela pandemia da covid-19, que está a gerar “fortes impactos na economia e nas populações”.

Segundo o novo líder do governo açoriano, o “programa de ação” dos Açores para a presidência da conferência terá “dois registos nucleares”.

O primeiro pretende salvaguardar o “adquirido comunitário” destinados à RUP, enquanto o segundo pretende desenhar “uma nova estratégia europeia” para aquelas regiões.

“Uma estratégia integral, capaz de se abrir aos vários domínios da vida contemporânea, capaz de assegurar a convergência das nossas regiões com a União Europeia e, por essa via, o cumprimento da igual dignidade e da cidadania europeia plena das nossas comunidades”, afirmou Bolieiro.

O líder regional disse querer assegurar uma “participação ativa” na presidência portuguesa do conselho da União Europeia e garantir uma “presença ainda maior” das RUP na “agenda europeia”.

Como primeiro ato da presidência açoriana da conferência, Bolieiro disse que irá “procurar rentabilizar as competências e capacidades de investigação e de produção do conhecimento”, avançando com a intenção de criar um laboratório de investigação das RUP.

“Importa, mais do que nunca, fazer face às fragilidades acrescidas que caracterizam as nossas regiões, na economia e na saúde, tal como no emprego, na educação e na cultura, em particular”, acrescentou Bolieiro.

 A Conferência dos Presidentes das Regiões Ultraperiféricas é composta pelas nove regiões ultraperiféricas da União Europeia - Açores, Madeira (Portugal), Canárias (Espanha), Guiana Francesa, Guadalupe, Martinica, Maiote, Reunião e Saint-Martin (França) - e é a principal estrutura de cooperação entre os presidentes dos órgãos executivos das regiões.

 Constitui o evento anual de diálogo institucional das RUP com a Comissão Europeia e com os três Estados-membros Portugal, Espanha e França.



PUB
 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.