Secretário da Saúde anuncia mais medidas para reduzir custos

Secretário da Saúde anuncia mais medidas para reduzir custos

 

Lusa / AO online   Regional   10 de Set de 2011, 13:03

O secretário regional da Saúde dos Açores, Miguel Correia, revelou hoje que vão ser adotadas “três novas medidas” que deverão permitir poupar mais de um milhão de euros por ano.

“Pretendemos uma redução de 10 a 15 por cento do custo das horas extraordinárias, mensalmente e em comparação com o mês homólogo do ano anterior, o uso máximo dos equipamentos hospitalares de diagnóstico e limitar o valor hora a pagar aos médicos que exercem à tarefa ou na situação de prestação de serviço”, afirmou Miguel Correia, em declarações aos jornalistas em Angra do Heroísmo.

Segundo Miguel Correia, “é desejável que os equipamentos dos estabelecimentos de saúde da região sejam usados no máximo da sua capacidade” para impedir que os exames sejam prescritos para serem realizados em entidades com quem estão estabelecidas convenções.

“Vamos também limitar, para os médicos contratados à tarefa ou na situação de prestação de serviço, a 30 euros o custo da hora de trabalho de um médico especialista e 25 euros para os restantes”, acrescentou.

Miguel Correia, que falava à margem da cerimónia de adesão à profissão promovida pela Ordem dos Enfermeiros, salientou que “no ano passado, foram contratados 59 novos enfermeiros para as unidades de saúde” da região.

“A diminuição do trabalho extraordinário dos enfermeiros já colocados nas diversas unidades de saúde permitiu disponibilizar verbas para novos postos de trabalho”, frisou, acrescentando que esta medida permitiu uma poupança em 2010 de 3,9 milhões de euros em custos com pessoal.

Miguel Correia manifestou-se animado com os números do setor, salientando que “houve uma desaceleração no ritmo do crescimento dos custos dos produtos farmacêuticos e do material de consumo clínico, que cresciam a 11 e 12 por cento e só cresceram um por cento”.

No mesmo sentido, destacou que o défice anual dos hospitais, “melhorou 11 milhões de euros”.

O secretário regional da Saúde afirmou ainda que, desde que as medidas de contenção foram tomadas, em meados do ano passado, e tendo por comparação o período homólogo de 2009/2010, “a região poupou 13,4 milhões de euros”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.