PS/Açores quer conhecer medidas para atenuar impacto da redução militar americana nas Lajes

PS/Açores quer conhecer medidas para atenuar impacto da redução militar americana nas Lajes

 

Lusa/AO online   Regional   9 de Dez de 2013, 15:43

Os deputados do PS/Açores com assento na Assembleia da República querem conhecer as iniciativas do Governo para atenuar os impactos negativos da redução da presença de militares dos Estados Unidos da América (EUA) na Base das Lajes.

Carlos Enes e Jorge Pereira, em requerimento enviado esta segunda-feira à mesa da Assembleia da República, recordam que a secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional, Berta Cabral, declarou, em Ponta Delgada, estarem previstas “iniciativas de mitigação dos impactos negativos da redução militar que o Governo dos EUA pretende promover na Base das Lajes”.

No requerimento, dirigido ao ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, questiona-se a natureza dessas “iniciativas” e quais os ministérios que envolve, solicitando-se uma cópia da documentação referente à descrição e quantificação dos meios necessários para a implementação das mesmas.

“Foram as mesmas definidas em articulação com o Governo dos Açores e com a Câmara Municipal da Praia da Vitória? Se não, porque optou o Governo da República por excluir essas entidades da construção de tais medidas?”, questionam os deputados socialistas.

Os parlamentares insulares querem apurar, uma vez que “é um facto que a redução efetuada pelos EUA já está a ser concretizada, com consequências negativas que já se fazem sentir na economia da ilha Terceira”, quando pensa o Governo da República implementar esse seu plano.

“Causa estranheza esta atitude, dado que o Governo da República tem sido muito lacónico em relação às perguntas feitas pelos deputados. Mas, de um momento para o outro, escolhe outros interlocutores para divulgar as diligências e os planos que tem em vista, menosprezando o papel dos representantes dos portugueses na Assembleia da República”, declaram os deputados socialistas.

Os parlamentares socialistas com assento na Assembleia da República consideram que a reprovação pela maioria parlamentar PSD/CDS-PP da proposta do PS para a criação de um plano de revitalização da economia da ilha Terceira, “deixou a população terceirense bastante mais apreensiva em relação ao seu futuro”.

Os deputados do PS/Açores consideram que “a perplexidade aumentou quando a senhora secretária de Estado declarou em São Miguel que, no caso de os EUA levarem por diante os projetos de desativação previstos, o Governo da República teria um conjunto de iniciativas com vista a salvaguardar o impacto da redução”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.