Açoriano Oriental
PS/Açores condena “atentado ambiental” na Praia de Porto Pim

O PS na ilha do Faial condenou o “atentado ambiental” nas dunas da Praia de Porto Pim, na Horta, que, segundo o partido, levou à “destruição parcial” da zona.

PS/Açores condena “atentado ambiental” na Praia de Porto Pim

Autor: Lusa/AO Online

O secretário coordenador dos socialistas no Faial, João Bettencourt, citado em nota de imprensa, referiu que “estas formações são de frágil equilíbrio e para as quais a atividade humana é uma constante ameaça, sendo de extrema importância na proteção das costas”, razão pela qual os socialistas condenam a “destruição parcial de que estão a ser alvo”.

“Recordo que as dunas da Praia de Porto Pim começaram a ser consolidadas no tempo do engenheiro Mário Ávila Gomes, sendo que ao longo dos anos sempre foi sendo realizado o combate às invasoras naquele mesmo local, que nunca levaram à destruição das dunas ali existentes”, afirmou João Bettencourt.

O dirigente questionou o porquê de agora ter sido necessário “proceder à remoção substancial de uma parte da duna”.

João Bettencourt recordou ter sido construído um passadiço, em 2017, com o objetivo de proteger a respetiva duna, com a justificação de que se encontrava “descontinuada pelo acesso aos balneários”.

O secretário coordenador do PS/Faial referiu a necessidade de “se construir o passadiço de forma a desviar o acesso ao balneário, permitindo recuperar a funcionalidade ecológica da duna”.

O dirigente salvaguardou que a duna tem sido, também, alvo de intervenções desde 2018 no âmbito do projeto LIFE Vidalia, o programa de valorização e inovação cujas ações decorrem até junho de 2023.

Para os socialistas do Faial, a alternativa a esta intervenção passa por “garantir-se uma manutenção periódica que possa evitar a acumulação de grandes quantidades de algas”, evitando-se, desta forma, “a utilização de maquinaria de grandes dimensões”.

Sugere-se a utilização “da outra entrada da Praia de Porto Pim, o que contribuiria para não se danificar a calçada recentemente colocada”.

Terça-feira, o BE pediu ao Governo dos Açores explicações sobre a destruição de uma zona “ambientalmente sensível” na praia do Porto Pim, no Faial, que faz parte da Rede Natura 2000, destinada a proteger habitats na União Europeia (UE).

“O BE pediu hoje explicações ao Governo Regional pelo facto de ter sido destruída uma parte da duna da Praia de Porto Pim, uma zona ambientalmente sensível e protegida por diversos mecanismos legais”, revelou o partido em comunicado.

Segundo o BE, aquela duna foi destruída para “criar uma rampa de bagacina para o acesso de máquinas e veículos pesados ao areal”.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados