Presidente do Banif lamenta ausência de Jardim na festa de Ronaldo

Presidente do Banif lamenta ausência de Jardim na festa de Ronaldo

 

Lusa/AO online   Futebol   12 de Set de 2008, 17:42

O presidente do Banif, Horácio Roque, lamentou a ausência do presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, na cerimónia de sábado de atribuição da “Bota de Ouro” ao futebolista português Cristiano Ronaldo.
Horácio Roque, que falava aos jornalistas à chegada ao aeroporto da Madeira, explicou que “o presidente do Governo foi a primeira pessoa” que informou aquando das negociações com “A Bola” e a “European Sport Magazine” (ESM), que atribui o troféu.

    “Infelizmente, o senhor presidente do Governo disse que tinha já um compromisso inadiável, mas que seria representado por um elemento do seu executivo. O que importa é que tudo corra bem”, disse.

    O comendador manifestou-se “honrado” com esta associação e com o facto de o jogador do Manchester United ter escolhido a sua Região e o seu País para receber o prémio de melhor marcador dos campeonatos europeus (apontou 31 golos na edição 2007/2008 da Liga inglesa).

    “Isto é bom para a Madeira, para o País e para o turismo”, disse, acrescentando a admiração que sente pelo jovem futebolista, pela “sua garra, determinação e vontade de fazer sempre melhor, que faz dele um exemplo para a juventude”.

    Quem também já chegou ao Funchal foi o “bi-bota” de ouro Fernando Gomes, vencedor do prémio nas épocas 1982/83 e 1984/85, ao serviço do FC Porto.

    O antigo jogador portista, que também pelo Sporting e o Gijon, disse sentir-se “feliz e honrado” por poder associar-se à festa de Cristiano Ronaldo: “mesmo que não tivesse conseguido este feito, era já para mim o melhor jogador do Mundo”.

    Fernando Gomes recordou as épocas em que se sagrou vencedor deste troféu: “são datas que nunca esquecerei, pois festejei junto com os melhores jogadores de então, ainda por cima em representação do meu clube do coração”.

    Por confirmar, está ainda nesta festa, marcada para as 19:00 horas de sábado, no Hotel Savoy, a presença do presidente da UEFA, o francês Michel Platini, sendo contraditórias as informações recolhidas no aeroporto.

    Também ainda uma incerteza é a chegada do “craque” da selecção nacional e do Manchester United, apontando a maioria das previsões para o final da tarde de hoje, vindo num jacto particular com a sua família.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.