Mau tempo obriga a adiar sessões de treinos da Red Bull Air Race

Mau tempo obriga a adiar sessões de treinos da Red Bull Air Race

 

Lusa/AO online   Outras modalidades   5 de Set de 2008, 11:20

O mau tempo que se faz sentir esta sexta-feira no Porto obrigou a organização da corrida de aviões Red Bull Air Race a adiar a sessão de treinos desta manhã para as 15:00.
A segunda sessão de treinos estava prevista para ter início às 12:00 (hora local), sendo que a terceira sessão estava marcada para as 15:00 (hora local).

    A organização refere, em comunicado, que as condições atmosféricas serão novamente avaliadas às 13:30 (hora local).

    Apesar da organização ainda não ter cancelado as sessões de treino de hoje, os pilotos já não acreditam que tal seja possível, porque a chuva é intensa e o vento é forte.

    Em declarações aos jornalistas, o piloto austríaco Hannes Arch afirmou que quer ganhar a corrida domingo, mas que agora já tem dúvidas de o conseguir pelo facto de não treinar mais.

    "Quero ganhar, porque tenho o avião mais rápido, mas agora tenho contra mim o facto de hoje não treinar", disse.

    Também o piloto britânico Steve Jones, que venceu a etapa do Porto no ano passado, referiu esperar "praticar mais" para conseguir repetir o feito.

    "O percurso da corrida do Porto é fantástico, nenhuma cidade tem um percurso como este", disse, confidenciando, no entanto, que "o percurso deveria ser um bocadinho mais longo" e que "todos os pilotos gostariam de passar por baixo da ponte" Luís I.

    Também Paul Bonhomme, da Grã-Bretanha, que tem nos planos "ganhar a prova", referiu que "pode acontecer muita coisa" porque os treinos ficam reduzidos a um só dia (quinta-feira).

    A Red Bull Air Race, considerada a Fórmula 1 dos céus, atraiu na edição de 2007 cerca de 600 mil pessoas às margens do rio Douro, naquela que foi a primeira vez que a prova teve lugar no Porto.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.