Mandela: Cortejo fúnebre vai percorrer ruas de Pretória durante três dias

Mandela: Cortejo fúnebre vai percorrer ruas de Pretória durante três dias

 

Lusa / AO online   Internacional   7 de Dez de 2013, 11:49

O cortejo fúnebre do antigo presidente sul-africano Nelson Mandela vai percorrer as ruas da capital Pretória durante três dias consecutivos, anunciou hoje o governo sul-africano, encorajando a população a acompanhar o percurso.

 

"Cada manhã, quando os restos mortais deixarem a casa mortuária para serem expostos ao público, as ruas serão abertas", disse a porta-voz do governo, Neo Momodu.

"Encorajamos [as pessoas] a colocarem-se ao longo do percurso quando o corpo passar pelas ruas de Pretória" até à sede do governo, indicou Neo Momodu, diretora do Gabinete de Comunicação e Informação governamental.

O cortejo decorrerá na quarta, quinta e sexta-feira da próxima semana.

A segurança foi reforçada no complexo Union Buildings em Pretória, sede do governo sul-africano, onde será instalada a câmara ardente do herói da luta contra a segregação racial na África do Sul.

Por causa da quantidade crescente de pessoas que se têm dirigido ao local para prestar homenagem a Nelson Mandela, agentes da polícia bloquearam as entradas principais do recinto governamental, segundo a agência de notícias sul-africana Sapa.

Centenas de pessoas continua também a convergir para a casa de Nelson Mandela em Joanesburgo, obrigando a polícia a encerrar as ruas à circulação automóvel.

O cortejo e a exposição dos restos mortais de Nelson Mandela em câmara ardente fazem parte dos 10 dias de homenagens e de luto nacional pelo antigo presidente sul-africano, que morreu na quinta-feira aos 95 anos.

A 09 de dezembro, as duas câmaras do parlamento vão realizar uma sessão especial para homenagear o legado de Mandela, enquanto no dia 10 está prevista uma cerimónia no estádio "Soccer City", no Soweto, que em 2010 acolheu a final do Campeonato do Mundo e onde Mandela fez a sua última grande aparição pública

Entretanto, em Qunu, aldeia de Nelson Mandela no sul rural da África do Sul, os habitantes preparam solenemente o regresso do seu "filho mais amado", que aqui será sepultado a 15 de dezembro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.