Rede europeia "i-techpartner"

Investidores seleccionam projectos universitários com potencial económico


 

Lusa / AO online   Economia   2 de Out de 2007, 12:31

Trinta investigadores universitários do Norte de Portugal apresentaram hoje no Porto a administradores de empresas de capital de risco os seus projectos de inovação, no âmbito da rede europeia "i-techpartner".
 Pedro Vilarinho, director da Cotec Portugal - Associação Empresarial para a Inovação, organizadora da sessão, disse à agência Lusa que apenas alguns dos 30 projectos hoje apresentados passarão à fase seguinte de selecção.

"Nesta fase, o que se quer é verificar o potencial de mercado que chegou aqui. Umas ideias têm potencial, outras não", afirmou Pedro Vilarinho.

Clara Braga da Costa, da InovCapital, disse à Lusa que esta empresa de capital de risco detida maioritariamente pelo Ministério da Economia esteve no encontro do Porto com o objectivo de procurar oportunidades de investimento.

"Temos 100 milhões de euros em carteira e 50 milhões para investir", disse Clara Braga da Costa, salientando que a InovCapital é a maior do país em número de participações em empresas (104) e é especializada em pequenos investimentos destinados ao arranque de negócios ("start-up").

"Estamos associados ao programa Finicia [do Plano Tecnológico], pelo que podemos investir num projecto até 45 mil euros, o que não é muito comum. O comum é investimentos na ordem do meio milhão de euros", realçou a administradora.

Clara Braga da Costa referiu que a InovCapital já entrou há dois meses no capital de um dos projectos apresentados hoje no Porto, a Neoscópio, empresa de software livre criada por alunos do primeiro Curso de Empreendedorismo da Universidade do Porto.

"Há mais um projecto aqui apresentado que estamos a analisar", acrescentou.

Além da InovCapital, o encontro do Porto contou com a presença de mais duas empresas de capital de risco, a API Capital e a Change Partners.

A apresentação de hoje decorreu no âmbito do projecto "Tech SME Partnering" da rede "i-techpartner", que reúne onze regiões europeias, entre as quais o Norte e o Centro de Portugal e a Madeira.

Os 30 projectos apresentados são das áreas das ciências da vida e das tecnologias da informação, comunicação e electrónica, e foram identificados pelas unidades de transferência de tecnologias das universidades de Aveiro, Minho, Porto e Trás-os-Montes e Alto Douro.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.