Governo quer compromisso que respeite metas orçamentais, PSD diz que processo é "difícil"

Governo quer compromisso que respeite metas orçamentais, PSD diz que processo é "difícil"

 

Lusa   Nacional   24 de Out de 2010, 21:29

O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, advertiu hoje que a meta orçamental para 2011 não pode ser colocada em causa, enquanto o líder negocial do PSD, Eduardo Catroga, sinalizou que um acordo no Orçamento é um processo “difícil”

As posições dos chefes das delegações do Governo e do PSD foram assumidas na Assembleia da República, no final da segunda reunião negocial para um acordo em torno do Orçamento do Estado para 2011, que durou cerca de três horas.

Ao contrário do que aconteceu no sábado, no final da primeira reunião, tanto Teixeira dos Santos como Eduardo Catroga não responderam a questões dos jornalistas e limitaram-se a fazer breves declarações, ambas em tom de aviso.

“Continuamos a trabalhar num processo construtivo, num processo que é difícil. Mas continuamos a ter um espírito positivo no sentido de tentar um acordo dentro daquelas bases que sábado referi”, afirmou o ex-ministro das Finanças de Cavaco Silva no final da reunião.

No mesmo tom, o ministro do Governo socialista limitou-se a dizer que executivo e PSD “tiveram mais uma sessão de trabalho, na sequência da reunião de sábado”.

“Continuamos empenhados em chegar a um entendimento. Temos de chegar a um entendimento que, obviamente, não comprometa os objetivos orçamentais a que nos propomos e que assegure que as metas são atingidas”, advertiu o ministro de Estado e das Finanças.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.