Festival Azores Burning Summer lança projeto "Eco Escola"

Festival Azores Burning Summer lança projeto "Eco Escola"

 

Lusa/AO Online   Cultura e Social   20 de Ago de 2019, 14:01

O festival Azores Burning Summer, que se realiza a 30 e 31 de agosto, no Porto Formoso, em São Miguel, lançou o projeto de educação informal “Eco Escola”, para sensibilizar a população para as questões ambientais.

O festival, que recebe este ano Salvador Sobral e Sara Tavares, entre outros, lançou o projeto “Eco Escola”, que arranca já este mês com a campanha digital “Praias de Plástico” nas redes sociais, criada em parceria com as ativistas e embaixadoras do festival Ana Milhazes e Catarina Matos.

O projeto disponibiliza na sua página ferramentas didáticas selecionadas ou desenvolvidas pela organização como conversas e entrevistas com figuras nacionais e internacionais e aplicações, ‘podcasts’ ou ligações para projetos que pensam a ecologia e a sustentabilidade.

Tem, ainda, como objetivo desenvolver ações junto dos jovens sobre sustentabilidade, sociedades resilientes, economia circular, consumo consciente e ecologia.

Criado em 2015, o Azores Burning Summer alia a programação musical à programação ecológica, promovendo os debates “ECO Talks”, uma feira de eco-design e uma exposição de veículos elétricos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.