Açoriano Oriental
Cerca de 43% dos inquiridos em 34 países diz confiar mais em Biden do que em Trump

Cerca de 43% dos inquiridos em 34 países afirmam confiar mais no presidente norte-americano, Joe Biden, do que no seu adversário às eleições presidenciais de novembro Donald Trump, revela uma sondagem divulgada na terça-feira.

Cerca de 43% dos inquiridos em 34 países diz confiar mais em Biden do que em Trump

Autor: Lusa/AO Online

De acordo a sondagem do Pew Research Center, cerca de 43% dos inquiridos diz confiar mais em Biden para fazer “coisas certas” em matéria de assuntos internacionais, contra 28% dos que confiam mais no antigo presidente norte-americano Donald Trump.

As pessoas têm uma avaliação “mais positiva” de Biden do que de Trump em 34 países, enquanto Trump lidera na Hungria e na Tunísia, sendo que ambos estão empatados em oito países.

A maior confiança em Biden surge numa altura em que a esperança no funcionamento do sistema democrático dos Estados Unidos está a diminuir.

Nesse sentido, cerca de 54% dos inquiridos em 34 países têm uma opinião positiva sobre os Estados Unidos (EUA), contra 40% afirma que a democracia norte-americana “era um bom exemplo a seguir” por outros países, mas que “já não é”.

Desde a Primavera de 2021, a única vez o centro de sondagens Pew fez esta pergunta, a percentagem daqueles que acreditam que a democracia dos EUA é um “bom exemplo” a seguir, caiu em oito países, sobretudo na Europa.

“As pessoas simplesmente não veem o sistema político dos EUA como funcionando muito bem”, esclareceu o diretor de sondagens do Pew, Richard Wike.

E prosseguiu: “As pessoas veem [agora] os EUA como estando divididos em termos partidários”.

A distância entre Trump e Biden é agora muito menor, sendo que a confiança no atual presidente para fazer “coisas certas” em matéria de assuntos internacionais caiu desde o seu primeiro ano de mandato, embora permaneça bem acima da do seu rival, que teve uma classificação global mais baixa durante a sua presidência do país.

Os índices de confiança mais baixos de Biden registaram-se quanto à forma como lidou com a guerra entre Israel e o Hamas, com 57% dos inquiridos a afirmaram não ter confiança na maneira como geriu a questão.

Cerca de 39% dos inquiridos disse, no entanto, aprovar a forma como Biden lidou com a guerra na Ucrânia, sendo que as classificações mais elevadas registaram-se nos países europeus.

Além disso, cerca de quatro em cada dez pessoas mostraram-se confiantes na forma como Biden lidou com a China.

Dos cinco líderes avaliados na sondagem, o presidente da França, Emmanuel Macron, teve o nível de confiança mais elevado, logo à frente de Biden, enquanto o presidente russo, Vladimir Putin, teve o nível mais baixo.

Apesar da confiança em Biden ter diminuído em países que vão desde a África do Sul até Israel, passando pelo Reino Unido, continua mesmo assim a ser mais elevada do que a de Trump.

O ex-presidente dos EUA Donald Trump recebeu as avaliações mais baixas na Europa.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados