Açoriano Oriental
Açores/Eleições
CDU confiante na eleição de um grupo parlamentar

O coordenador do PCP/Açores e candidato às eleições regionais de domingo pela CDU, Marco Varela, disse estar confiante na eleição de um grupo parlamentar, alegando que a população tem defendido uma mudança na governação.

CDU confiante na eleição de um grupo parlamentar

Autor: Lusa/AO Online

“Há uma coisa que as pessoas nos colocam: a necessidade de mudança, a necessidade de romper com esta maioria absoluta, que asfixia o desenvolvimento da região. Estamos confiantes e vamos trabalhar até sexta-feira à meia-noite para sensibilizar os açorianos para a importância deste voto”, afirmou.

Marco Varela, que é cabeça de lista da CDU pelos círculos eleitorais do Corvo e da compensação, falava aos jornalistas à margem de uma ação de campanha no porto de São Mateus, na ilha Terceira, acompanhado pelo cabeça de lista da coligação PCP-PEV pela ilha, António Fonseca.

Nas anteriores legislativas regionais, a CDU elegeu apenas um deputado pela ilha das Flores, mas o coordenador regional do PCP assumiu como objetivo neste ato eleitoral a conquista de um grupo parlamentar.

“Temos provas dadas. Durante os últimos quatro anos, apesar de termos apenas um deputado, conseguimos criar condições para aumentar o rendimento das famílias açorianas. Conseguiu-se aumentar 12% a remuneração complementar, que não era aumentada há mais de 10 anos; conseguimos, em termos do abono de família, durante dois anos seguidos, aumentar 11%”, sublinhou.

No principal porto de pescas da ilha Terceira, Marco Varela defendeu “uma maior distribuição da riqueza gerada” no setor, que permita que os pescadores recebam “um valor mais aproximado do que é justo”.

“Para nós é fundamental criar uma regulamentação para valorizar quem todos os dias sai para a faina, independentemente de estar sol ou estar chuva”, frisou.

O candidato da CDU propôs ainda a criação de um POSEI (apoio comunitário para as regiões ultraperiféricas) específico para as pescas e de outro para os transportes, que permita um melhor escoamento do pescado.

Na ilha Terceira, António Fonseca admitiu que não será fácil eleger um deputado, mas reiterou o apelo ao voto, alegando que a CDU é “uma garantia para a melhoria das condições de vida das populações”.

“Percebemos que há um grande descontentamento das pessoas, que tem a ver com a sua situação social, de rendimentos baixos. É necessário alterar este paradigma dos baixos salários e dos baixos rendimentos”, apontou.

“Para haver essa mudança é preciso que as pessoas vão votar, porque se não forem estão a contribuir para que se mantenha tudo na mesma”, acrescentou.

As legislativas dos Açores decorrem este domingo, com 13 forças políticas candidatas aos 57 lugares do parlamento: PS, PSD, CDS-PP, BE, CDU, PPM, Iniciativa Liberal, Livre, PAN, Chega, Aliança, MPT e PCTP/MRPP. Estão inscritos para votar 228.999 eleitores.

No arquipélago, onde o PS governa há 24 anos, existe um círculo por cada uma das nove ilhas e um círculo de compensação, que reúne os votos não aproveitados para a eleição de parlamentares nos círculos de ilha.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.