Açoriano Oriental
Escola
Escola Secundária da Lagoa

Nautica0: como promover as atividades náuticas em Parceria


 

O estabelecimento de parcerias é fundamental para que se consiga levar a cabo muitos projetos. A ESLagoa, a Câmara Municipal de Lagoa e o Clube Náutico de Lagoa são exemplo disto com o Projeto NAUTICA Zero, que pretende contribuir para o ressurgir da vocação marítima nos jovens do concelho.

Quando em 2018 a ESLagoa apresentou este projeto à Câmara Municipal de Lagoa pretendia  diversificar a oferta curricular na discplina de Educação Física com atividades marítimas. Desde o primeiro minuto que teve a melhor aceitação e foram desenvolvidos todos os esforços no sentido de levar este projeto por diante.

Pretende-se levar os alunos, participantes - 7º e 8º anos, a conhecer e a desenvolver a apetência pela atividade marítima,  promover a atividade física e incentivar a adesão à participação das atividades do Clube Náutico, numa localidade de vocação maritima onde cada vez mais parece que se vive de costas voltadas para o mar. Assim, no início de cada ano letivo desenha-se o mapa de ação que envolve a Câmara Municipal de Lagoa com o serviço de transporte e instalações das piscinas, o Clube Náutico de Lagoa com as suas instalações e embarcações e a Escola Secundária de Lagoa com a articulação dos horários de turmas e professores de Educação Física.
Por vezes, o contacto com a água é dificil, mas de uma forma geral os alunos estão extremamente satisfeitos com esta opção e já há alguns casos que  deram continuidade à sua atividade náutica com a fequência regular do Clube Náutico. 
O Objetivo ainda não é descobrir ou formar campeões, mas antes promover o contacto com o mar através da vela, canoagem e natação.  O programa de Educação Física ficou mais rico e os alunos com outras experiências que de outra forma não se lembrariam de o fazer. Neste momento, e depois do primeiro contacto com as atividades marítimas em contexto escolar, alguns alunos já ingressaram no Clube Náutico da Lagoa e desenvolvem canoagem ou vela de forma regular.

 

AO Escolas

EFTH prepara arranque do 3º Período
Ainda que pelos motivos que se conhecem, o futuro começou a ser reinventado e nada vai fazer parar o plano formativo e pedagógico da EFTH.
 
Escola de Formação Turística e Hoteleira
Iª Feira do Livro da Biblioteca da ESLagoa
Para Voltaire, “A leitura engrandece a alma”. Já, para Saramago, “A leitura é, provavelmente, uma outra maneira de estar em um lugar” e outros há que associam “leitura” a viagem, fonte de prazer, enriquecimento de alma, de conhecimento, de comunicação com o passado ou, simplesmente, uma forma de aumentar o vocabulário e de aprimorar a ortografia. Motivar os alunos para a leitura, visto os inúmeros benefícios que esta acarreta, numa sociedade em que a prioridade são as tecnologias e as redes sociais, tem sido o principal foco da biblioteca da Escola Secundária de Lagoa. Neste sentido, para além de outras atividades que desenvolve ao longo do ano, a biblioteca promoveu, entre os dias 10 e 13 de março, uma Feira do Livro.
 
Escola Secundária da Lagoa
Sentir, pensar, crescer e inspirar em casa!
Urge gerir o tempo. A comunidade educativa está resguardada em casa para combater a propagação do Covid-19. Mas não há razão para baixar as mãos, o ecrã do computador poderá ser um meio para nos mantermos ligados, colaborarmos e aprendermos.
 
Escola Secundária da Lagoa

Notícias AO

Operadores Marítimos dos Açores pedem suspensão das rendas nos portos e marinas
A Associação de Operadores Marítimos dos Açores (AOMA) pediu a "suspensão imediata" e até final do ano das rendas dos espaços das empresas turísticas nas marinas e portos da região, devido às consequências económicas da covid-19.
 
Tripulante filipino resgatado ao largo de São Miguel
A Marinha resgatou terça-feira à tarde um tripulante com uma lesão ocular que se encontrava a bordo de um navio mercante a cerca de 600 quilómetros a sudoeste da ilha de São Miguel.
 
Açores com 40 alojamentos para ceder a profissionais de saúde e proteção civil
O Governo dos Açores registou até esta quarta-feira "cerca de quatro dezenas" de alojamentos e empreendimentos que podem ser cedidos, gratuitamente, a profissionais de saúde e da proteção civil que estejam deslocados das suas famílias no combate à covid-19.
 
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.