Região tem no chefe de Estado "um aliado de peso"

Região tem no chefe de Estado "um aliado de peso"

 

LUSA/AO online   Regional   6 de Jun de 2017, 16:59

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, afirmou hoje que a região tem no chefe de Estado "um aliado de peso" e considerou que a visita de Marcelo Rebelo de Sousa ao arquipélago "excedeu claramente as expectativas"

"Os Açores têm no senhor Presidente da República mais um aliado, para além aqueles que já têm, na resolução das questões que interessa resolveram e um aliado de peso”, afirmou Vasco Cordeiro aos jornalistas na Calheta, ilha de São Jorge, em declarações conjuntas com o chefe de Estado de balanço da deslocação de Marcelo Rebelo de Sousa à região.

Vasco Cordeiro considerou que “esta visita foi importante”, explicando que logo no primeiro dia teve a oportunidade de transmitir ao Presidente da República “algumas questões” que para o arquipélago “devem ter também uma intervenção da República, porque são matérias que dizem respeito ao Estado”.

“Reafirmo aquilo que disse no primeiro dia, tenho plena confiança na forma que o senhor Presidente da República encontrar para também ajudar a resolver estas questões que, no fundo, são questões que interessam a todo o nosso país”, acrescentou.

No dia 01, no Corvo, no encontro com o chefe de Estado, logo à sua chegada, o presidente do Governo Regional abordou, entre outras matérias a situação da base das Lajes, na ilha Terceira, e o processo de reforma da autonomia, mas também setores como a agricultura e as pescas.

“Agora que esta primeira parte da visita (…) se aproxima da sua conclusão, como balanço gostaria de dizer que - julgo que falo por todos os açorianos que tiveram a oportunidade de contactar com o senhor Presidente da República – esta visita excedeu claramente as expectativas”, declarou.

Segundo o chefe do executivo açoriano, esta primeira parte da visita do chefe de Estado aos Açores, que incluiu sete das nove ilhas do arquipélago (nova deslocação está prevista para o final do mês de outubro, para visitar Santa Maria e São Miguel), permitiu que Marcelo Rebelo de Sousa “atualizasse o conhecimento que já tinha daquelas que foram as ilhas visitadas”.

“Permitiu, também, da parte do Governo Regional, apresentar um conjunto de aspetos que consideramos importantes para os Açores e que consideramos também importante que o senhor Presidente da República tenha a nossa apreciação e a nossa avaliação sobre essas situações”, referiu Vasco Cordeiro.

Para o presidente do Governo Regional, a visita, “sobretudo naquelas áreas em que porventura poderá ter havido a aparência de uma diferente opinião em relação a alguns aspetos, tem claramente a vantagem de ter reafirmado a liberdade, a abertura, a compreensão para a expressão dessas posições”.

Vasco Cordeiro acrescentou que resta a convicção de que, “em todas estas matérias”, o executivo regional irá buscar “a melhor solução para os Açores” e, citando Marcelo Rebelo de Sousa, “o melhor para os Açores é também o melhor para Portugal”.

 

*Notícia atualizada às 17h04



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.