Marcelo promete estar atento ao que a República pode fazer pela região

Marcelo promete estar atento ao que a República pode fazer pela região

 

LUSA/AO online   Regional   6 de Jun de 2017, 18:21

O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, prometeu hoje estar atento ao que a República pode fazer pelos Açores, em domínios como as forças de segurança e o sistema de justiça, incluindo o sistema prisional

O Presidente da República, que falava no último dia da sua visita a esta região autónoma, em que passou pelas sete ilhas dos grupos ocidental e central, reiterou que regressará em outubro, para visitar as duas ilhas do grupo oriental, São Miguel e Santa Maria.

"Há uma data para que se aponta, a partir de 24, 25 de outubro, mas será concretizada em breve", adiantou Marcelo Rebelo de Sousa, no final de um almoço na Calheta, na ilha de São Jorge, tendo ao seu lado o presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro.

Numa espécie de balanço desta visita de seis dias, o Presidente da República declarou: "Daqui parto naturalmente atento àquilo que a República está a fazer, e pode fazer ainda mais".

"Pude testemunhar o papel das Forças Armadas, que são um contributo muito importante para facetas da vida económica e social comunitária dos açorianos. Mas, naturalmente, parto atento àquilo que é possível fazer ainda mais em domínios como os das forças de segurança, que saúdo, ou do sistema de justiça, incluindo o sistema prisional", acrescentou.

Quanto à situação dos Açores, Marcelo Rebelo de Sousa disse que aquilo que viu e ouviu o deixa "com uma expectativa acrescida, para não dizer uma certeza reforçada relativamente ao desenvolvimento económico, social, cultural e cívico desta grande região autónoma".

O chefe de Estado afirmou-se "alguém permanentemente sensível ao que é melhor para os Açores e, por isso, é melhor para Portugal", e salientou o contributo dos eleitores desta região para a sua eleição, nas presidenciais de 24 de janeiro de 2016, referindo que "os açorianos votaram e votaram de uma forma objetivamente significativa no atual Presidente da República".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.