Governo "não exclui todas as hipóteses possíveis"


 

Lusa/AO online   Regional   24 de Fev de 2015, 14:10

O ministro dos Negócios Estrangeiros afirmou que o Governo português "não exclui todas as hipóteses possíveis" quanto ao futuro da base das Lajes e admitiu que a negociação com os Estados Unidos será difícil, mas espera um resultado positivo.

 

Rui Machete participa hoje numa audição conjunta nas comissões parlamentares dos Negócios Estrangeiros e da Defesa Nacional, a par do ministro da Defesa, a propósito do futuro das Lajes, depois de os Estados Unidos terem confirmado, em janeiro, a intenção de reduzir a presença na base aérea açoriana.

"Desde o início deste processo que o Governo deixou bem clara a sua intenção de prosseguir o diálogo com as autoridades norte-americanas, procurando uma via de diálogo que permita encontrar uma boa solução, em detrimento de qualquer opção pela confrontação que, tal como noutras situações desta natureza, não traz qualquer benefício", afirmou o chefe da diplomacia portuguesa, na sua intervenção inicial na audição.

"Mas", sublinhou, o executivo português "deixou também clara a intenção de ser firme nos seus propósitos, não excluindo todas as hipóteses possíveis".

Rui Machete reconheceu que "a negociação com os Estados Unidos será seguramente complexa", mas afirmou esperança de que "as sólidas relações de amizade e de cooperação entre os dois países permitirão que se chegue a bom porto".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.