Vaticano distribuiu 1,5 milhões de euros em ajudas no ano passado

Vaticano distribuiu 1,5 milhões de euros em ajudas no ano passado

 

Lusa/AO Online   Internacional   30 de Abr de 2015, 13:42

A Esmolaria Apostólica, serviço do Vaticano de apoio aos mais pobres, distribuiu ajudas no valor de 1,5 milhões de euros no ano passado, o que representa um aumento de 25% no período de um ano, foi hoje anunciado.

Estas ajudas são doadas a associações caritativas que as redistribuem para sem-abrigo, refugiados, detidos, estudantes estrangeiros, doentes ou idosos.

São também concedidas a pessoas individuais (oito mil em 2014) que apresentem um atestado de uma paróquia, ou a comunidades de religiosos.

Todas estas ajudas são, em geral, modestas porque a Esmolaria quer beneficiar o maior número possível de pessoas, explicou o padre Diego Giovanni Ravelli, responsável deste serviço dirigido pelo prelado polaco Konrad Krajewski.

Desde a eleição de Francisco, as iniciativas originais multiplicaram-se. Krajewski instalou duches grauitos e um cabeleireiro junto às colunatas de Bernini, na praça de São Pedro, e distribuiu centenas de chapéus de chuva e sacos-camas aos sem-abrigo.

Para conseguir mais fundos, o papa realizou um leilão com as ofertas recebidas nas visitas de chefes de Estado.

Cerca de 150 sem-abrigo foram recentemente convidados a fazer uma visita privada à Capela Sistina, onde o papa se deslocou para os cumprimentar.

No feriado da Ascenção, a 14 de maio, vai realizar-se um concerto solidário de música clássica, na sala Paulo VI, sob o patrocínio da Esmolaria Apostólica e outras organizações vaticanas.

"Nos lugares de honra nas primeiras filas, normalmente reservados às personalidades públicas, estarão os pobres de Roma", convidados através de várias organizações caritativas, anunciou Ravelli.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.