Região congratula-se com manutenção da quota de pesca do chicharro

Região congratula-se com manutenção da quota de pesca do chicharro

 

Lusa/AO online   Regional   17 de Dez de 2014, 11:15

O Governo dos Açores congratulou-se com a manutenção da quota de pesca do chicharro, salientando que a decisão tomada esta noite pelo Conselho de Ministros das Pescas da União Europeia é "benéfica" para a região.

Segundo o secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia, citado numa nota oficial, "a decisão do Conselho de Ministros das Pescas da União Europeia vai ao encontro das pretensões do Governo Regional de manter a quota para o chicharro com uma gestão efetuada pela Região Autónoma dos Açores".

“Os pescadores açorianos poderão continuar a capturar chicharros ao mesmo nível de anos anteriores”, frisa Fausto Brito e Abreu, considerando ser também "o reconhecimento de que as medidas que o Governo dos Açores tem implementado na gestão da pescaria do chicharro são eficazes e visam a sustentabilidade desta espécie”.

O Governo Regional regulamenta as capturas do chicharro nos Açores uma vez que "a captura desta espécie apenas é permitida de segunda a sexta-feira" e "cada embarcação tem um limite para a quantidade diária a descarregar".

"A região tem um total admissível de captura (TAC) para o chicharro de 3.200 toneladas anuais", de acordo com o executivo açoriano.

A quota de pesca global para Portugal vai aumentar 18% em 2015, face a este ano, anunciou na terça-feira à noite, em Bruxelas, a ministra da tutela, Assunção Cristas.

Segundo a ministra, é nos carapaus que se regista a maior subida, de 67%, tendo sido ainda negociado entre os ministros das Pescas dos 28 um aumento de 14% no tamboril, de 10% no biqueirão e de 15% no lagostim.

Já os totais admissíveis de capturas de pescada nas águas ibéricas foram reduzidos em 15%.

A ministra da Agricultura e do Mar manifestou-se satisfeita com o desfecho das negociações sobre as possibilidades de pesca para 2015, afirmando que o aumento de 18% das quotas representa “o melhor resultado de sempre”.

“Hoje, tivemos um resultado absolutamente excecional e histórico para o nosso país”, afirmou Assunção Cristas em Bruxelas, à saída do Conselho de Pescas, no qual a União Europeia fechou o acordo sobre as capturas para 2015 e repartição de quotas pelos Estados-membros.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.