PS/Açores diz que "pior já la vai" e indicadores económicos mostram-se melhores

PS/Açores diz que "pior já la vai" e indicadores económicos mostram-se melhores

 

Lusa/AO online   Regional   24 de Nov de 2015, 15:48

O PS/Açores disse que "o pior já lá vai", referindo, no primeiro dia de análise e debate da proposta de Plano e Orçamento dos Açores para 2016 no parlamento regional, que os indicadores económicos estão melhores.

Lamentando o o "espírito catastrofista" do PSD na região, o deputado socialista Francisco César reconheceu, no entanto, haver ainda "muito trabalho pela frente".

"Arrisco-me a dizer que, mesmo perante as evidências de que o pior já lá vai, de que esta crise está a ser ultrapassada, o maior partido da oposição teima em reclamar que o cabo das tormentas ainda estará por dobrar", afirmou.

No entanto, "todos os indicadores económicos" estão hoje "melhores do que se encontravam no início da legislatura", sublinhou.

Francisco César lembrou, por exemplo, que, nos últimos três anos, o Governo Regional, liderado por Vasco Cordeiro, baixou a taxa de desemprego para 12,1% e desde janeiro que a região cresceu 19,2% em dormidas.

"Isso deve-se não só ao trabalho do Governo, mas também ao empenho e ao esforço de milhares de empresas e de trabalhadores, ao esforço e dedicação dos diferentes parceiros sociais com os quais, aliás, este Governo sempre se manteve e continuará a manter um saudável clima de diálogo e de autêntica concertação social", disse o deputado socialista.

Francisco César considerou curioso que, após "os resultados positivos", o PSD, que já anunciou o seu voto contra o Plano e Orçamento para 2016 venha agora dizer que "os documentos em discussão não apresentam novas soluções".

"Como processo de construção alternativa é curto. Como ação política é inconsistente e como exemplo de liderança é frágil e inseguro", afirmou Francisco César.

O Orçamento da região, que será o maior de sempre, totaliza 1.577,9 milhões de euros e o Plano de Investimentos ascende a 782,5 milhões de euros, dos quais 523,7 ME são financiados diretamente pelo Orçamento da região.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.