Prestações sociais não contributivas vão ter um limite


 

Lusa / AO online   Economia   8 de Mar de 2010, 11:23

O Governo quer reduzir a despesa com prestações sociais em 0,5 pontos percentuais e para isso vai impor limites para os gastos com prestações sociais de natureza não contributiva e terminar apoios excepcionais, afirmou Teixeira dos Santos.
“No domínio das prestações sociais, nós tencionamos reduzir o peso dessas prestações em cerca de meio ponto percentual do PIB até 2013”, anunciou o governante que explicou que isso passará em primeiro lugar por uma apertar do cinto com as despesas de natureza não contributiva, como por exemplo o Rendimento Social de Inserção.

“Iremos definir um teto para as prestações de natureza não contributiva”, disse, acrescentando que para cortar nesta rubrica o governo irá “também, eliminar um conjunto de medidas temporárias”, como o alargamento do subsídio de desemprego.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.