Presidente da República recebe sexta-feira partidos com assento parlamentar

Presidente da República recebe sexta-feira partidos com assento parlamentar

 

Lusa/AO Online   Nacional   18 de Nov de 2015, 10:46

O Presidente da República, Cavaco Silva, recebe sexta-feira em Belém os representantes dos partidos com assento parlamentar, sobre a situação política criada após a demissão do XX Governo Constitucional, disse à Lusa fonte da Presidência da República.

 

As audiências aos partidos com representação parlamentar - PSD, PS, CDS-PP, BE, PCP, PEV e PAN deverão decorrer ao longo de todo o dia de sexta-feira.

Segundo a mesma fonte, o chefe de Estado receberá um dia antes, na quinta-feira, um conjunto de economistas com "um conhecimento da realidade económica e nacional". A agenda destes encontros será divulgada hoje à tarde.

Hoje estão a decorrer, desde as 9:00 e até às 17:00, sete audiências separadas com os presidentes dos principais bancos a operar em Portugal - Millenium BCP, Novo Banco, BPI, Santander Totta, Caixa Geral de Depósitos, Caixa Económica Montepio Geral - e com o presidente da Associação Portuguesa de Bancos.

Na semana passada, o chefe de Estado recebeu as confederações patronais, associações empresariais e centrais sindicais. O conjunto de audiências iniciado na passada quarta-feira visa analisar a situação política criada pela rejeição do Programa do Governo PSD/CDS-PP, que implicou a queda do executivo de Passos Coelho.

A Confederação Empresarial de Portugal, a Confederação do Turismo de Portugal, a Associação de Empresas Familiares, a Confederação de Comércio e Serviços, a Confederação dos Agricultores de Portugal, o Fórum para a Competitividade, o Conselho Económico e Social, e as centrais sindicais CGTP-IN e UGT foram as entidades ouvidas pelo Presidente da República entre quarta e quinta-feira da semana passada.

A moção de rejeição do PS ao Programa do XX Governo Constitucional foi aprovada a 10 de novembro com 123 votos favoráveis de socialistas, BE, PCP, PEV e PAN, o que, de acordo com a Constituição, implica a demissão do XX Governo Constitucional, suportado por PSD e CDS-PP, e liderado por Pedro Passos Coelho.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.